Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
23/03/2010 21:35:26 :: Thay


Mulata Encantada

Mulata encantada
Suada da lida,
Lavando as roupas da sua sinhá, em meio à mata virgem, no lago a cantar...

Mulata encantada
De olhos verde esmeralda,
Sua beleza exótica causava inveja na sua sinhá
Bem mais velha e já sem doçura no olhar,

A sinhá bem malvada,
Com ciúmes estava, da mulata encantada que teimava cantar...
-Cala-te já, ou queres apanhar?

A mulata encantada sorria e pedia perdão,
mas voltava a cantar tão logo que via o patrão,

Mulata safada, pouco ligava pra íra da sinhá, que logo iria, lhe castigar...
Por tal afronto em querer lhe humilhar, mostrando-lhe o quanto o patrão lhe agradava sem nem disfarçar...

Mulata ingênua parou de cantar, pois tanto provocou,
que sua sinhá não se agüentou e a língua lhe arrancou,

Mulata encantada
Ainda lava roupa no lago, mas mesmo muda consegue encantar,
Com a beleza de seus olhos, verdes esmeralda...

Cuidado mulata, para que sua sinhá
Não os venha notar!
Fim

Thay B.(Tarlene Brito)
 
23/03/2010 21:32:38 :: Thay


A flor que sabia dançar


Vaidosa e perfumada, rodopiava pelo jardim
Uma rosa encantada,
Sempre cantando estava, numa alegria sem fim...

Suas pétalas eram rubras e firmes,
seu perfume          era inesquecível...
No seu caule não haviam espinhos
Era rara esta rosa;
Pois além de perfumada também sabia dançar
Girava e girava
Levantando seus braços ao céu, ela brincava com o sol,
Que lhe vinha o gracejo de seus rodopios iluminar,

O vento apercebido da alegria que vinha de lá
Resolveu desta brincadeira participar
Veio soprando forte, pra uma boa impressão causar,
todo pomposo assoviava pelo ar.
Mas todo vaidoso nem se lembrou, que seu forte vento a rosa iria despetalar!

A pobre rosa então se espedaçou pelo ar...
Tão triste ficou o sol que logo sumiu de lá
E o vento com remorso começou a chorar
A alegria daquela rosa pra sempre hão de lembrar!
Fim
Thay B.(Tarlene Brito)
 
23/03/2010 21:26:58 :: Thay


Uma carta ao meu amor!

Meu amado quero que saibas que...

Te amo além do que se pode sentir !
Te quero além do que se pode ter!
Você é minha vida, meu ar, minha razão de estar viva

Sem você eu não teria motivos pra continuar vivendo
Porque você modificou minha vida
Fez meus dias mais ensolarados e minhas noites mais estreladas

Você é meu porto seguro,
É por você       que me levanto todos os dias!
Passo meu dia contando as horas de poder retornar ao teu encontro
Não posso ficar muito tempo longe de ti, porque você é a pessoa mais linda e especial que já encontrei em toda minha vida!

Para mim você é tudo, você consegue de mim o meu melhor!
Te amo muito e te quero pra sempre!

Minha vida!
Thay B.(Tarlene Brito)
 
23/03/2010 07:42:34 :: Cleviton


ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA COM A SUA TURMA PELOS MATOS

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM A SUA TURMA PELOS MATOS
NUM FEUDALISMO SERVIÇAL
ENTRE OS PORCOS E ENTRE OS GADOS
ENTRE OS BODES E AS CABRAS
E OS JEGUES DE CANGALHAS

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
GENTE SOFRIDA,GENTE MASSACRADA!
PELOS HOMENS BOTA-ESPÓRAS
CORONÉIS COSTAS LARGAS

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
ZÉ DA ROÇA É EXPLORADO
COMO OS GADOS SUGADOS
PELOS MORCEGOS DO MATO
À NOITE DOS SAPOS EM COAXOS
À NOITE DAS RÃS PELOS RIACHOS

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
ZÉ É EXPLORADO COMO A SANGUE-SUGA
COMO OS VERMES DOS PORCOS EM CHIQUEIROS
TUDO ÍSSO PELA GANÂNCIA DO DINHEIRO
ZÉ FICA ARRAZADO COM A ANEMIA DA SUA SAÚDE
E COM A ANEMIA DO SEU SALÁRIO!

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
SEU SALÁRIO É ILUSÓRIO
COMO UM EMPRÉSTIMO COMPULSÓRIO
PARA NAS FARMÁCIAS...OS REMÉDIOS!
AOS SEUS CORPOS EM MAUTRATOS...
AOS SEUS CORPOS EM ESTRAGOS!
MUITAS VEZES COM MALÁRIAS...
SEU DINHEIRO É NA FARMÁCIA
NA QUITANDA OU NO BOTECO
EXTOURANDO DE CACHAÇAS
PRA ESQUECER TODA DESGRAÇA!

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
E LÁ VAI ZÉ COM SUA TURMA
SENDO HUMILHADO
COMO OS ESCRAVOS DAS SENZALAS
MUITO ANTES DA LEI ÁUREA
E ELES NÃO SABEM DA LEI ÁUREA
MAS SE SOUBESSE DE NADA VALERIA
PORQUE A NESCESSIDADE DE COMER
LEVA ELE À SE CURVAR
SOBRE SUAS AUTORIDADES
COM PISADAS E PATADAS
NA MALDITA CRUELDADE!

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
E COMO SE NÃO BASTASSE
TANTA HUMILHAÇÃO
ZÉ DA ROÇA E SUA TURMA
DEPOIS DE ALGUNS TEMPOS
FICA SEM TERRA!
VENDO O SEU POVO PERECER...
A SOCIEDADE LHE IMPÔS UMA FAMA
DE HOMENS SEM TERRA
A FAMA DOS SEM TERRAS!


ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
ZÉ DA ROÇA VAI A LUTA
COM A ENCHADA E A PICARETA
COM PLANFETOS E CARTAZES
E O POVO EM TROMBETA
SENDO PRA ELES FIM DE MUNDO
NA REVOLTA QUE VIRA TUDO
COMO FORMIGAS QUE TRAFEGAM
EM MEIO À HOMENS GIGANTES!
SOBERBOS E IGNORANTES!

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM SUA TURMA PELOS MATOS
ZÉ PENSA NA MORTE
ELE PENSA EM SE MATAR!
MAS UMA VOZ É A MAIS FORTE!
ZÉ!...VOCÊ TEM QUE LUTAR!
ELE CHORA UMA GRANDE DOR!
SEM ENTENDER PORQUE É QUE EXISTE ÍSSO!
ELE OLHA PARA AS ESTRADAS
E VER UMA MULTIDÃO DE TERRAS!
E PORQUE ELE TÁ SEM TERRA...
NÃO COSEGUE ENTENDER!
E ASSIM VAI MARCHANDO...
VAI MARCHANDO SEM DESTINO!
CARREGANDO SÓ A FAMA!!!
A FAMA DOS SEM TERRAS!!!
ENQUANTO MUITOS ESTÃO AÍ
ACHANDO QUE SÃO O DONO DAS TERRAS!
SEM NENHUMA NECESSIDADE!...
SÓ POR STATUS E POR TÍTULO
SE SENTINDO O EXCELENTÍSSIMO!

ZÉ DA ROÇA E SUA ENCHADA
COM A SUA TURMA PELOS MATOS!
 
22/03/2010 16:36:38 :: Marlene de Letícia


Planeta Água

Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre o profundo grotão
Água que faz inocente riacho e deságua
Na corrente do ribeirão
Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população
Águas que caem das pedras
No véu das cascatas ronco de trovão
E depois dormem tranquilas
No leito dos lagos, no leito dos lagos
Água dos igarapés onde Iara mãe d'água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão
Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes são lágrimas na inundação
Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra, pro fundo da terra
Terra planeta água... terra planeta água
Terra planeta água.

Guilherme Arantes // cantor e compositor)
 
22/03/2010 15:46:27 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
COMENTÁRIO SOBRE UMA PUBLICAÇÃO JORNALÍSTICA:

"Toma aqui essa lâmina de barbear. Na noite de núpcias, você aperta bem as coxas, grita bem alto, e na hora certa você se corta um pouquinho, mas bem pouquinho mesmo! Vão sair umas gotinhas de sangue. Ele vai ficar com orgulho da virilidade, e você vai manter a honra intacta."

Fora a jocosidade inerente ao texto, vemos, até onde a vista alcança, que a aparência das coisas tem norteado o comportamento da maioria das pessoas. E o que vão dizer, é o que sempre se pergunta. No caso em tela, se a moça aderir ao conselho da mãe, estará automaticamente condenando sua atividade sexual anterior, ou seja, a perda da virgindade. E, com ela, toda a sua autoestima e a pujança de um eventual sentimento amoroso pelo companheiro, visto que nunca poderá dizer-lhe, olhando nos olhos, eu o amo, sem que fique um vazio procurando resposta dentro de si mesma...         
 
22/03/2010 14:57:33 :: Thay


O Reencontro.

Eu tinha 15 anos, ele 21.Eu estudava no mesmo colégio desde de pequena, ele foi estudar naquele ano.Eu não notava sua presença, mas ele sempre notava a minha, eu tão menina ainda, ele queria cuidar de mim, queria me proteger do mundo, do mundo que eu estava começando a conhecer.
Ele quis construir um mundo só pra mim.
Eu tão jovem ainda, não pude entender a beleza de seu ato naquele momento.
Suas atitudes e suas intenções.
Ele sempre me dizia que eu seria a mulher mais feliz do mundo se continuasse ao seu lado.
E eu tão menina...
Ele fez de tudo, mas tentou pouco...
Ele falava coisas belas...
E ficava feliz quando eu estava por perto, ele nunca escondeu isto de ninguém.
Eu apenas conseguia sorrir, ele ganhou muito mais que um beijo, levou também a pureza que havia em mim...
Mas eu ainda era só uma menina, então eu parti!
Ontem o reencontrei, os sentimentos não mudaram!
Eu não tenho mais 15 anos.
Ele esta casado, e eu também...
Convidou-me para sentar, eu aceitei, ele esta fazendo um filme, eu faço parte da história...
Ele nunca me esqueceu.
Eu nunca o deixei me fazer a mais feliz do mundo...
Ele disse “Eu te amo!”, eu baixei a cabeça!Ele falou belas palavras.
Ainda quer me fazer a mulher mais feliz do mundo, ele me abraçou, me senti protegida...
Ele levou-me em casa...
Eu agradeci por ele ter me feito a mulher mais feliz do mundo naquele momento.
Por todos os carinhos, lembranças e sua dedicação...
Ele me abraçou forte, eu pedi que não deixasse o tempo passar novamente, ele disse que voltaria...
E eu acredito!
Fim
Thay B.(Tarlene Brito)
 
22/03/2010 14:55:28 :: Thay


A nossa musica esta tocando


Esta tocando a nossa música...
Será que você consegue escuta-la?

Venha vamos dançar!
Ela vem com o som do nosso amor...
Aquela melodia que nos traz as lembranças,
Dos dias de gloria...
Dias de muitas alegrias...
Dias inesquecíveis...
Boas lembranças...

Esta sentindo o arrepio que traz a nossa musica?
É a saudade de outrora,
Mas só nós dois podemos entender;
O sentimento que envolve esta musica!
Porque é a nossa musica que esta tocando.

Aumente o volume do som e apenas feche os olhos
Pense em mim
Pense em nós...

Se sentir vontade de chorar...
Não exite, pois é o choro da saudade...
E se esta saudade existe...
É porque nada foi em vão
É porque tudo valeu a pena!

Tudo faz parte dos nossos melhores momentos!
Então não se esqueça       de lembrar de mim,
cada vez que a nossa música tocar!
Pois eu amei amar você!
Fim!

Thay B.
 
22/03/2010 14:53:01 :: Thay


Juventude do meu viver!



Meu nome é Juventude,
O meu gato é preto, a minha vida?
É cheia de encontros e desencontros...

Já fui julgada e condenada,
Amada e idolatrada,
Já fui caluniada e dilacerada...

Hoje sou lembrada, nas ruas e nas calçadas;
O sopro da saudade bate no peito daqueles
que me conheceram de verdade,


Amigos eu conquistei, se os mantive?
Não sei!
Mas se voltarem estarei aqui para recebe-los,
Não sou orgulhosa
Sei bem perdoar...
Amar e sorrir
E também sei chorar!

Só não sei é mentir,
Talvez devesse aprender,
Porque às vezes se é necessário mentir,
para se poder sobreviver,

Amar eu amei
Cantar eu cantei
Dançar?Eu dancei!
Só não me peça pra esquecer...
O que vivenciei!

Porque para sempre contigo estarei!
Fim!

Thay B. (Tarlene Brito)
 
22/03/2010 07:32:12 :: ELMIRA NUNES


CASA VAZIA
Um silêncio tumular
se impõe na casa vazia,
por onde a solidão
sobe e desce escadas todo o dia,
à espera do entardecer.
A alegria da natureza, escancarada no jardim,
dói como um nó pela garganta seca.
E a cadeira vaga na varanda,
à luz do sol é ainda mais vazia e muda.
Quem sabe a noite apagará as cores?!
E na ausência da luz se acalme o clamor
Do peito curvado sob o passado inteiro.
E a escuridão generosamente encubra
os espaços agora vazios
onde a felicidade andou a passear.
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.