Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
17/04/2010 14:45:23 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Luz do meu Universo...


Eu...
Ainda vivo querendo,
Melhorar meu pensar;
Deixar marcas no andar.
Se consigo meu rastro deixar.
Ensinar e aprender escrevendo,
E na força do “eu” vou dizendo:
Que querer é poder é ganhar.

Vou...
Em um mergulho buscando
Paradigmas montando e observando,
E no Céu procurando com lente de aumento.
Em Minh’alma calando e guardando o sustento,
Necessito o “saber” como meu alimento
Uma mente de luz é como o firmamento,
Enriquece um “ser” é a fonte do ensinamento.

Amar...
É sublimação, é, resiguinação.
Uma forma abstrata em canção,
É a essência da alma fluindo emoção;
Na escala da música a primeira fração,
Entre o ser e o sentir acrescente o “existir”
E colheita bem farta terá no povir,
Se a genética do “ser” é de fato a retratação.


Você...
É um sábio coração de azul pintado,
Teu pulsar vem dizer com requinte pautado
Que num pingo de orvalho reflete o dourado,
Verde clorofila, ciência é estado.
Em teu corpo sou verso e inverso
O meu ser em mistério contempla o universo.
Poeta indiscreto são teus estes meus versos.

Goretti Albuquerque.








 
17/04/2010 13:31:35 :: GORETTI ALBUQUERQUE


            Amor Passarinho

Amor passarinho
Estou em teu ninho,
Torci meu caminho,
Faltava o carinho.
Esqueci as dores,
Os meus dissabores,
Vou viver de amores,
Amar sem temores.
Trocando a plumagem,
Casulo em miragem,
Voltamos pra margem,
Voando em viagem.
Seguiremos sempre além mar,
Como dois rouxinóis ao alvorecer,
No peito o grito desse nosso amar,
Na pele a labareda constante a nos queimar.
Voa meu lírio vai ao infinito,
Jamais te esqueças de que eu existo;
Quero-te amar de um jeito mais bonito,
Sou meia lua, de ti necessito.
Cancioneiro das mil sinfonias,
Bálsamo cheirando a orgias;
Meu refúgio seguro, fonte de energias,
Sou teu veleiro, porto de magias.

Goretti Albuquerque


 
17/04/2010 13:03:49 :: GORETTI ALBUQUERQUE


               Misto Quente

Estou por ti assim,
Feito uma menina dengosa;
Por teus beijos eu estou desejosa,
Ruborizada assim como carmim.
Entre teus abraços eu,
Enrosco-me no teu corpo,
Em meus ouvidos sussurras palavras,
Deixando-me já com uma voz tão rouca.
Quando tuas mãos enlaçam minha cintura,
Frágil entrego-me e perco a compostura
Enquanto a química leva-nos às alturas,
Somos dois corpos, em uma arquitetura.
Rosto de anjo malicioso,
Andar debochado de um jeito gostos,
Olhar matreiro, doce e cheiroso,
Letal ferrão, meu zangão venoso.
Somos esse misto,
Um sem o outro não existe;
Belo pecado um dogma que consiste,
Amor ao centro feito um misto quente.

Goretti Albuquerque.
 
15/04/2010 18:50:00 :: Juliana K.


O tempo não cura tudo, aliás o tempo não cura nada. O tempo apenas tira o que é incurável do centro das atenções.
 
15/04/2010 08:05:40 :: Cleviton


Escravos da Ilusão

O mundo vive escravo da ilusão
com uma flor de hiroshima
e espinhos na mão
disfarçada em rosas
em versos e prosas
não sabendo o pavil
e escondidas as pólvoras
camuflado o barril
com tamanha explosão
em que vai explodir
também coração
pelo que estar programado
à todas nações
vai ser choros e prantos
ao acionar do botão
sem existir reação!
é o fim decretado
da odisseia na terra
sendo o planeta queimado
por todo o pecado
e a escolha do homem
continua de ser escravo
com a flor de hiroshima
por amor ao pecado.
não sabendo que as pétalas
tem perfumes que exalam
de um laboratório maldito
que o arquiteto do plano
foi o próprio diabo!
 
14/04/2010 20:17:12 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
SAUDADE (acróstico)

S eus passos foram transmudando

A quela estrada, sem retorno...

U m a um, davam-lhe o contorno

D e um ADEUS árido e medonho!

A qui, dentro d´alma, ficando,

D esde o nosso primeiro sonho,

E sta SAUDADE, como adorno...
 
14/04/2010 10:20:12 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA


PERGUNTA e RESPOSTA

O que é pior,
um inimigo declarado
ou um falso amigo?
Este último,
pois,
uma bomba à mão,
dá-nos, ao menos,
oportunidade de defesa,
enquanto que uma mina subterrânea
pode, a qualquer momento,
explodir sob nossos pés,
ou seja,
à nossa revelia...
 
11/04/2010 23:14:06 :: Cleviton
 
11/04/2010 22:20:41 :: Perolas de Cacau


Tributo ao Sertão

Que saudades do    meu sertão
Dos    colibris beijando    flores
De    serenatas cheias de paixão
Do lindo crepúsculo nos açores

Das noites    do céu estrelado
De ouvir    histórias e    suspirar
Do cheiro do café e comer    melado
E do galo bater asas e    cocoricar   

De tirar    retrato, na cidade
De saborear as    tangerinas
E se havia    circo era novidade
Além das    cascatas cristalinas

   As matas e    rios    ficarão na lembrança
   Se não houver memória e    preocupação
 
11/04/2010 17:02:39 :: GORETTI ALBUQUERQUE


      Raízes Perdidas

Saudades do ranger
Dos carros de bois ao amanhecer,
Das andorinhas em revoadas,
Do véu da noite, das madrugadas,
Infância inocente, com jeito comovente.
A luz da razão era a imaginação;
Quando a luz surgia no manto da mata deixava o clarão,
Poetas enamorados cantavam chorosos cheios de paixão;
Ao raiar do dia a vaca mugia e o galo cantava,
Despertando a alma com doce perfume a extasiar,
Não havia alarde nem mesmo no retumbar de uma tempestade
Lá no infinito gaivotas voando em seu gorjear,
Os peixes nadavam livres nas correntes,
Reproduziam-se sem que poluíssem as suas nascentes,
As matas copadas lá a passarada cantava contente,
O solo era farto, frutos excelentes com seus nutrientes.
Hoje tudo mudou e só a lembrança ficou;
Findou o silêncio do espaço entre o firmamento,
Rastros destrutivos do progresso em tudo ficou;
Poluição sonora fazendo apagar das mentes as nossas histórias,
O tempo vai passando e memórias do ontem em nada somaram.
Na busca por ganância o homem vai à ânsia,
Destrói o seu recanto, a grana é seu encanto;
Esquece de seu berço calmo dos belos instantes.
Alguns conservam a alma e semeando a calma,
Saboreando a arte retratam em si sua palma em raras ressalvas.

Goretti Albuquerque
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.