Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
22/05/2010 11:48:19 :: LUCIENE LIMA PRADO


A tristeza vem para que a alegria possa descansar. (Luciene Lima Prado)

A vida é um malabarismo sem ensaio. (Luciene Lima Prado)

Um sorriso terno sustenta a alma enfraquecida. (Luciene Lima Prado)
 
22/05/2010 10:51:49 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA


Entre o sol e a lua
hove um misto de desencontro
e fuga premeditada:

A lua, a princípio,
incauta,
mostrou-se como que perdida.

Depois, vendo-o defronte,
ou pelos menos de forma
que não se protela,
buscou livrar-se dele.

Mas, como soe acontecer,
impregnou-se de seu calor

E, agora,
embora recalcitrante,
volve à sua procura
noite a dentro...
 
21/05/2010 20:55:04 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA


O periquito
encostou seu bico
no bico
do outro periquito.

Um dos dois
é a fêmea,
o outro,
o macho,
o mais verdinho,
eu acho.

Não há
importe algum
se macho ou fêmea.
Desse jeitinho
é alma gêmea,
que faz de dois
apenas um!

Mas,
o que contemplo,
corta-me o coração:
Tamanho exemplo
numa prisão!   

 
21/05/2010 14:13:47 :: LUCILENE SOUZA DA SILVA
" JESUS CRISTO NOS RESGATOU ! "

J esus Cristo, minha esperança
E m Teus braços tenho       plena confiança
S ocorro certo, sempre ao meu alcance
Ú nico caminho que me leva à salvação
S enhor de minh'alma, dono do meu coração...

C alma encontro em Tua Palavra
R edenção naquela cruz
I magens de dor e sofrimento
S acríficio por amor ao pecador
T omou sobre Si, fiel resgatador,
O nde havia trevas, brilha a Luz do Teu amor.

N ada mais nos separará
O homem resgatado está
S arou a ferida e a ligará...

R estituiu o que se havia perdido
E ntregou aos Teus filhos alegria eterna
S alvou do pecado o atormentado
G anhou para Si almas dilaceradas
A mou de tal forma o abandonado
T irou do caminho da perdição
O s levou para o reino do Filho do seu amor
U ma vida completa de restauração!

Lucilene Souza da Silva

 
21/05/2010 09:20:37 :: LUÍS ANTÔNIO MATIAS SOARES
Leia o    CASO DE EDNA S., A QUE IA SER MÃE e se maravilhe com a liberdade humana, suas escolhas e o senso de ética e justiça que tantas vezes rege os nossos atos e sentimentos.                        
  
   Caso de Edna S., a que ia ser mãe

A criança, se fosse homem, teria o nome do juiz, conforme declarou na audiência. Mas nasceu-lhe uma menina que se chamou Elke, em homenagem a Elke Maravilha. Onde estará Edna com sua filha? Distante que esteja, eu a homenageio. Pela tarde em que a libertei, por essa simples tarde, valeu a pena ter sido juiz - João Baptista Herkenhoff

I

Fazia oito meses que Edna S. se achava reclusa numa das celas da Cadeia da Praia do Canto, na cidade de Vitória, Estado do Espírito Santo. Oito meses atrás dera entrada no presídio: fora apanhada portanto alguns gramas de maconha e enquadrada no artigo doze da antiga Lei de Tóxicos.   
            Nesse período sua vida parecia ter sido virada do avesso. Nalguns momentos sentia como se tudo tivesse parado de vez ou saído definitivamente dos eixos, dos trilhos, do rumo e do prumo: era como se tivesse dado voltas e voltas sem fim e sem chegar de fato a lugar algum. Mas aquele tempo representava mais do que isso: os dias de uma prisioneira se arrastam vagarosos, doloridos e inertes, uns depois dos outros.

Apesar de sempre ter sido muito magrinha – e naqueles tempos ela provavelmente devia se aparentar ainda mais raquítica e franzina do que normalmente parecia ser – a barriga da mulher crescia a olhos vistos. Qualquer um podia ver claramente ali que aquele serzinho que viera a lhe ocupar o ventre e a preencher os espaços do seu pensamento, nos últimos tempos lutava com todas as suas forças para vir ao mundo e sobreviver.

Às vezes, quando se via sozinha na cela em que passara a habitar, Edna se punha a pensar que aquela barriga grande já não lhe permitiria sair correndo tão velozmente como antes. Se não a carregasse consigo fugiria num “zás” daquela vida difícil e da melancolia que lhe tomara o peito e não a largava mais desde que fora conduzida ao presídio. Se não a carregasse consigo – continuara em seu pensamento - sairia correndo como um corisco e ninguém no mundo conseguiria alcançá-la. Ninguém mesmo.

Lembrava-se vagamente dos tempos de menina e adolescente em que saía em desabalada corrida pelas ruas do lugarejo onde morava com os pais. Posteriormente, vivendo já na cidade de Vitória, recordava-se de que suas corridas e correrias passaram a se dispersar por aquelas belas praias. Ao correr descalça pelas areias da praia só sabia sentir o vento marinho zunindo em suas costas, o sopro de uma brisa alheia se chocando contra suas orelhas e convidando-a à valsa da vida. Sentia-se completa naqueles instantes mágicos. Conseguia se perceber completamente a si mesma, desde o balançar dos cabelos lisos e escuros até o remelexo dos braços e de todo o seu corpo. Tudo aquilo lhe prenunciava qualquer coisa de especial e livre que ela ainda não conseguia entender direito. Só pressentia ali o delicioso prazer de correr, correr e correr até se estancar exausta e quase sem fôlego, com o coração batendo forte e meio que lhe querendo fugir pela boca afora.

Caso tenha gostado do texto, continue a leitura no link abaixo:

http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_textos_autor.php?cdPoesia=56190&cdEscritor=4094&cdTipoPoesia=&TipoPoesia=&rdBusca=&tbTxBusca=
 
20/05/2010 18:35:26 :: LUCIENE LIMA PRADO


A BOCA

Minha boca tem
O sabor e a peçonha,
A vida e a escuridão,
A certeza e o mistério.

Da minha boca sai
Um cheiro de fronha,
O hipnotismo da canção
E todo meu império.

Em minha boca,
O beijo tíbio e mortal,
A bonança e a fúria,
A tarde e o inverno.

Em minha boca,
O último castiçal,
A alma agora impura
E o amor nunca eterno.

Eis que minha boca sucumbe,
Murcha, insana e púrpura.

(Luciene Lima Prado)
 
20/05/2010 15:31:10 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Quando a banda passar...

Vou sorrir vou cantar,
Viverei só pra amar;
Quando o sino tocar,
Vou correndo reza,
Seja em qualquer lugar.

Se o irmão precisar,
Do meu pão vou lhe dar,
Em seguida suas mãos apertar;
Pelos guetos ouço alguém soluçar,
Suplicando em seu mendigar.

Ouve a banda e caminha com o tempo,
Tua vida é breve faz teu eco ao vento,
Leva amparo aos que vivem no esquecimento;
Seja o cabo da nau e navega o momento,
Enche o peito e agradece pelo firmamento.

Quando ouvirdes o som das trombetas,
E o Céu for se abrindo em mil silhuetas;
É que Deus perdoou todas as avarezas,
E tuas mãos Ele toca com tal singeleza,
Como o Pai Soberano te vê com amor e grandeza.

Goretti Albuquerque
 
20/05/2010 12:53:52 :: Cleviton


Quem pisa...
na bola com Deus já viu!

x9 foi um cara
caguete de primeira...
pisou na bola
e se deu mau!...
tá ligado!
muitos andam pisando
em casca de ovo...
muitos andam pisando
no tomate...
muitos preferem continuar
pisando na bola!
e nessa barca...
caixão e vela!
e malandro é o bicho
urubu que não canta
para não cair em gaiola...
e o papagaio!...
o patriota legítimo
desse nosso Brasil!
e quem pisa...
na bola com Deus já viu!
datã...corá e abirão
pisaram na bola e a terra engoliu!
ananias e safira...
em questão de segundos...
perderam suas vidas!
os meninos chamaram elias de careca...
Ele os amaudiçoou...e chegaram dois ursos...
despedaçaram 42 daqueles meninos...não houve conversa!
miriam falou mal de moisés...
e depois por ísso ficou leprosa
Por isso Arão disse a Moisés:
rogando em versos e prosa...
Ai, senhor meu, não ponhas sobre nós este pecado,
pois agimos loucamente, e temos pecado.
nos livra desse fardo...
Ora, não seja ela como um morto,
que saindo do ventre de sua mãe,
a metade da sua carne já esteja consumida...só osso!
e cazuza ofertou maconha para Deus...
Cássia Ellen pediu à Deus malandragem...
Tancredo neves Disse que nem Deus tirava ele da presidência...
E brizola disse:"Eu aceito até o apoio do demônio para me tornar presidente".
JOHN LENNON:Alguns anos depois de dar uma entrevista a uma revista americana, disse:
"O Cristianismo vai se acabar, vai se encolher, desaparecer. Eu não preciso
discutir sobre isso. Eu estou certo. Jesus era legal, mas suas disciplinas
são muito simples. Hoje, nós somos mais populares que Jesus Cristo." (1966).
Lennon recebeu cinco tiros de seu próprio fã.
O CAPITÃO DO NAVIO TITANIC:
Na ocasião em que foi construído, apontaram-no como o maior navio da época.
No dia de entrar em alto-mar, uma repórter fez a seguinte pergunta para o
capitão Edward Smith: "Senhor capitão, o que tem a dizer para a imprensa concernente a
segurança deste navio?" O capitão, com um tom irônico, disse:
"Nem Deus afunda este navio!".
O resultado foi o maior naufrágio.
MARILYN MONROE:
Foi visitada por Billy Graham durante a apresentação de um show. Ele, um
pregador do evangelho, na época havia sido mandado pelo Espírito Santo
àquele lugar, para pregar à Marilyn. Porém ela, depois de ouvir a mensagem
do evangelho, disse:
"Não preciso do seu Jesus."
Uma semana depois foi encontrada morta em seu apartamento.
BON SCOTE:    (Ex vocalista do conjunto AC/DC.)
Cantava no ano de 1979 uma música com a seguinte frase:
Don´t stop me, I´m going down all the way, wow the high way to hell" ( Não
me impeça, vou seguir o caminho até o fim, na auto-estrada para o inferno).
No dia 19 de fevereiro de 1980, Bon Scote foi encontrado morto, asfixiado
pelo próprio vômito.
x9 foi um cara
caguete de primeira...
pisou na bola
e se deu mau!...
tá ligado!
muitos andam pisando
em casca de ovo...
muitos andam pisando
no tomate...
muitos preferem continuar
pisando na bola!
e nessa barca...
caixão e vela!
e malandro é o bicho
urubu que não canta
para não cair em gaiola...
e o papagaio!...
o patriota legítimo
desse nosso Brasil!
e quem pisa...
na bola com Deus já viu!
















                                                                    

 
19/05/2010 22:55:47 :: LUCIENE LIMA PRADO


“INCAMINHOS”

Eu quero o morno conforto de um lume,
Uma palavra que me desaprume,
A rigorosa convicção das pedras
E a utopia incerta de todas as guerras.

Mas me livrem das canções que já sei,
Da inflexibilidade de uma lei,
Das sombras hostis dos arranha-céus
E das confissões insanas dos réus.

Que me abram as portas quem lê Cecília,
Quem, com palavras, tece sua vigília,
Fingindo que dorme, mesmo em delírio.

Que me fecham as portas, num martírio,
Quem nunca pôs nuvens em um papel
Ou sentiu um gostinho entre o mel e o fel.

(Luciene Lima Prado)
 
19/05/2010 16:06:13 :: MARCO GOMES


Lance seu olhar para o infinito e, mesmo que as nuvens ou as lágrimas não lhe permitam ver as estrelas, diga como quem tem certeza:

Sou herdeiro das estrelas,
Eu sou filho do Senhor,
Cultivo sonhos de beleza,
Na grandeza do amor.

Com as estrelas eu sempre sonho
E nelas vejo brilhar
A viva esperança de um dia,
Junto a elas poder estar.

Ver coisas tão sublimes
Da pátria espiritual,
Morada verdadeira
Do espírito imortal.

Não importa o quanto espere
Eu sei que não vou perdê-las,
Pois sou filho do Senhor,
E herdeiro das estrelas.

MOMENTO ESPÍRITA
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.