Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
04/07/2010 09:35:48 :: LUÍS ANTÔNIO MATIAS SOARES


HAMILTON DOS SANTOS, BRASILEIRO, 53 ANOS, CASADO, PAI DE       NOVE FILHOS, TRATORISTA: PROFISSÃO CIDADÃO



"A compaixão dos oprimidos pelos oprimidos é indispensável. Ela é a esperança do mundo"


Bertolt Brecht
     

"O verdadeiro fundador da sociedade civil foi o primeiro homem que, tendo cercado um terreno lembrou-se de dizer “isto é meu” e encontrou pessoas suficientemente simples para acreditar nele.
Quantos crimes, guerras, assassínios, misérias e horrores não pouparia ao gênero humano aquele que, arrancando as estacas ou enchendo o fosso, tivesse gritado a seus semelhantes: “evitai ouvir esse impostor; estareis perdidos se esquecerdes que os frutos são de todos e que a terra não pertence a ninguém”

Jean-Jacques Rousseau


A verdade verdadeira é que os heróis de fato não aparecem na tevê nem têm o seu nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria. Os heróis verdadeiros estão nas ruas, nas fábricas, nas lavouras, nos ônibus, nas escolas, nas casas. Herói é o pai que trabalha 12 ou 14 horas por dia para dar de comer a sua família. Heroína é a mãe que, com o filho doente nos braços, anda quilômetros em busca de atendimento. Esses heróis vivem e morrem silenciosamente, não ganham homenagens nem estátuas. Muito menos têm um dia com seu nome. Os verdadeiros heróis não aparecem nos livros de História. Eles fazem a História

Moacyr Scliar

HAMILTON DOS SANTOS, BRASILEIRO, 53 ANOS, CASADO, PAI DE       NOVE FILHOS, TRATORISTA: PROFISSÃO CIDADÃO
     

A presente história vai contar o caso real do "seu" Hamilton dos Santos, um tratorista baiano de 53 anos que, emocionado, não conseguiu cumprir no ano de 1993 uma ordem judicial de reintegração de posse e derrubada de duas casas num dos bairros da periferia da cidade de Salvador/Bahia, a Palestina.

Garanto que voce vai se emocionar com a história desse homem justo que, com toda a sua fragilidade e emoção, ousou enfrentar as máquinas da Justiça e da Polícia por acreditar que não seria capaz de desalojar de uma hora para outra 15 pessoas de seus lares, entre crianças, mulheres, mães e pais de família, assim como ele mesmo era.

 
04/07/2010 09:34:17 :: LUÍS ANTÔNIO MATIAS SOARES


 
02/07/2010 10:13:57 :: POESIA DA BRUNA


Convite - www.poesiadabruna.com

 
02/07/2010 08:45:11 :: DALMO DE FIGUEIREDO ARRAES


Homem girassol...,(Poetrix)

Parado. Passa a mulher...
Ele perlustra, despindo-a com os olhos...
Até perdê-la de vista.
 
01/07/2010 16:53:01 :: Davi Possidonio
      VOCE ESTÁ
  
Quem ve o meu rosto alegre
Não percebe a tristesa do meu coração.
Nem a grande saudade que me persegue
Trazendo com ela a solidão.

Eu nunca estive tão sozinho
E ao mesmo tempo acompanhado.
Amor voce não esta aqui comigo
Mais nunca saiu do meu coração magoado.

Amor voce está.
Em meus sonhos
Em meus pensamentos
E sobre o vento que vem me soprar.
Eu não consigo te esquecer.
Pois eu sempre vejo voce
Em tudo e em todo lugar.

Quando o dia amanhece.
Eu vou até a janela
Para ver o sol brilhar.
Então lembro outra vez de voce
Pois o brilho do sol ao nascer.
È como o brilho do seu olhar.

Amor voce está.
Em meus passos
Em meu quarto.
E em tudo que eu possa encherga.
Tem coisas que se vão com o tempo
mais voce nunca saiu do meu pensamento.
E talvez nunca saíra.

Eu não quero te magoar
Ou ser uma pedra no seu caminho.
Mais esta difícil suporta
Ficar nesse lugar sozinho.

Amor voce está.
Em minhas lembraças
Em minha cama
Antes mesmo de me deitar.
Então eu tento tocar voce.
Mais a realidade me faz percebe.
Que estou só neste lugar.

Amor voce sempre vai está.
Em meus sorrisos
em meus suspiros
E em muitas lagrimas que irei derramar.
Eu jamais vou te esquecer.
Pois eu sempre terei voce.
como um sonho pelo qual lutar.



cajamar 21/05/10-Davi possidonio.
 
01/07/2010 16:00:57 :: DALMO DE FIGUEIREDO ARRAES


Eu sou..., (haikai)

Eu sou faceiro,
Sou calado, poeta,
Também mineiro.
 
01/07/2010 08:34:12 :: ELMIRA NUNES


FRIO
Frio; beleza branca,
urdume da vida que passou em mim
e que está em tudo ao meu redor agora.
Frio nos caminhos que descobri,
paz de coisas que nunca havia visto.
Calor de amigos que me emprestaram os olhos
para que eu enxergasse a luz,
envolvida na ternura de bem querer,
na certeza de chegar a solo fértil.
Frio que teima em vir
mas já não é triste.
Frio que está lá fora,
já não está em mim.
Frio que pede proteção
a quem está na rua.
Frio que lembra o desabrigado
do teto e do amor fraterno.
Frio que já não me paralisa
só me movimenta ao encontro do outro.
Frio que me mostra a vida!
 
30/06/2010 12:01:40 :: EACOELHO
Convido os amigos e parceiros para visitarem meu espaço e apreciarem meus poemas e crônicas. Creio terão o prazer de uma boa leitura.

EACOELHO
 
29/06/2010 17:27:58 :: ELMIRA NUNES


Brincando com versos.
JASMIM
Como antigamente o jasmineiro traz-me
o perfume doce da minha infância.
Cheiro de vida que por tantas vezes
vi acompanhar ao túmulo anjinhos
que eu não entendia porque é que se iam
ainda tão cedo de nosso convívio.
Aqui no meu jardim hoje o jasmim tem cheiro
de ternura branca, de anjo sem vida.
Frio cheiro branco embaixo do luar florido,
traz de volta a infância já quase esquecida,
no seu cheiro doce, cheiro de minha vida!
 
26/06/2010 19:30:08 :: DALMO DE FIGUEIREDO ARRAES


Escrever...

Escrever é catarse.
Tirar da alma, desabrochar...
Eterno doar-se.


 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.