Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
23/10/2010 17:01:26 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA


SOU

Sou um pouco humano,
quando a chuva cai e suaviza meu ego...

Um pouco selvagem,
quando o destempero dos acontecimentos inunda-me de compulsividade...

Um pouco presente,
quando invisto a íntegra de minh´alma em tudo que faço...

Um pouco passado,
quando me deixo embevecer pelos idos de plenitude e emotividade...

Um pouco obscuro,
quando a estrada a palmilhar vislumbra-se-me noctívaga e tortuosa...

Um pouco intrépido,
quando me arrojo em escalada buscando aventuras, como o falcão perpassando o mar...

Um pouco menino,
quando vivo a mentira de nada e a verdade de tudo...

Um pouco adulto,
quando o meu dia-a-dia me deixa circunspecto...

Enfim,

Sou um pouco de tudo isso,
por estar vivo e querer viver!
 
23/10/2010 13:22:41 :: Thay


Amor e confiança

Amor e confiança.

Ainda vai levar algum tempo para nos reencontrarmos denovo,
E quando isso acontecer, nossos corpos já estarão mudados...
Nossa pele já não será mais tão macia e suas mãos estarão calejadas,

Nosso amor estará mais maduro, mais sabio e mais sensivel,
Isso será bom...
O ciúmes já não será mais seu conselheiro,
E vais poder me conhecer de verdade, vais vêr que
o amor que sinto por ti sempre foi puro e verdadeiro...

Um dia a verdade á de ser dita e verás o quanto fostes injusto comigo,
Com sua insegurança se iludiu em suas dúvidas...
Vais chorar e se mal dizer, por não teres acreditado no nosso amor...
Por não teres visto que tudo não passava de intrigas,
Daqueles que invejavam a nossa felicidade...


E nosso amor renascerá das cinzas com tanta força...
Com tanto poder...
Que nenhum ser humano poderá envenená-lo novamente,
Por que nosso castelo será refeito com alicerces de confiança,
Nosso amor estará fortalecido e seremos muito felizes...
Pelo tempo que a vida nos permitir...

Não importa que este tempo seja longo ou curto,
Basta que ele seja intenso e bem proveitoso...
E que num simples olhar meu
Tu saibás que és o maior amor da minha vida!

Fim

                     Thay B. (Tarlene Brito)      
 
22/10/2010 12:55:06 :: MARIO SANCHES MATILDE


Chuck acusa Mr. Burns das privatizações e Mr. Burns acusa Chuck dos mensalões

A liberdade está contida no regime democrático, mesmo que este mostre algumas falhas ainda é o melhor que existe, diante de tantos que escravizam o ser humano em nome da igualdade, paternidade etc. e tal.
Na democracia, o excesso de liberdade de pensar, de criticar e de julgar faz o ignorante ser a vítima, um paradigma - talvez a maneira mais fácil de definir o conceito de paradigma seja dizer que ele representa os conteúdos de uma visão de mundo.
O que é um ignorante? Seria aquele que não teve a oportunidade de aprender - porque dizer oportunidade de um curso superior em nosso país é um sonho, coisa que deveria ser obrigação do governo nos dar – ou é aquele que teve a oportunidade de aprender e entra na política para lançar como representante do povo o palhaço “tiririca” e corruptos políticos de carreira com ficha suja para o humilde, e às vezes, leigo leitor escolher.
Votos de Maluf são inválidos, isto é, nulos! O eleitor votou errado ou nulo? Isso não é humilhante? Que culpa tem se a justiça tarda. Porque deixar o candidato participar de horário político, fazer os proibidos “santinhos” e ter a cara na urna eletrônica? O eleitor errou ou foi o partido que aceitou o candidato errado? Ou o sistema está errado?
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou aos eleitores candidatos fichas sujas porque outra lei permite que ele entre com um Mandado de Segurança (pedido de liminar) para continuar com o registro até ser julgado ficha suja... Se for os votos são nulos!
Às vezes criticamos o humorismo por associar os políticos a coisas ridículas. Mas como votar num candidato com cara do brinquedo chuck e noutro com cara do Mr. Burns, o patrão de Homer Simpson, nos apresentando um monte de acusações e engodos?...
Cadê os planos de governo? Critico Sarney, Collor, Itamar, Fernando Henrique porque erraram ao tentar fazer (não precisavam errar tanto), mas tinham que fazer planos para acabarem com a inflação crônica (a nova geração desconhece) e, com exceção do plano Real, todos os planos nos afundou na lama...
Agora que é hora de oferecer ao povo um sistema de saúde, estudos e transportes melhor, de acertar o sistema energético e até de sustentabilidade, ficam se acusando: Chuck acusa Mr. Burns das privatizações e o Mr. Burns acusa Chuck dos mensalões e o plano de governo fica pra quando for eleito...    Temos de escolher um; o menos ruim é claro!
Tenha bom senso e vote certo, pense bem, dia 31 é Dia das Bruxas hein!
Omatilde - DRT nº. 23528 - MTB nº. 38328
 
22/10/2010 00:06:30 :: LEOMÁRIA MENDES SOBRINHO


O AMOR

Mexe com a minha atração.
Tenta advinhar a emoção.
Coisas que a rima tem a falar
Mais num momento linear
De pausa e de reflexão
Por estar em tempo de transformação

Consegue com isto um lugar
De respeito e de atenção
Por mim deixo te escapar
Palavras de carinho e compreensão
Poesia romântica do amor
Que levanta o meu astral com louvor.

Os poemas de Fernando Pessoa
São de puros sentimentos e expressões
Do homem que ainda ao vento ressoa
Vida, natureza e paixões.
Para nós, apaixonados corações,
Poetas e escritores dos amores vãs.

Autora:Leomária Mendes Sobrinho
21/10/2010
 
19/10/2010 15:09:53 :: Thay


A lacuna dos teus olhos.



Me pego mais uma vez em teu olhar
Vejo o vazio obscuro...
Como se fosse um lago,
De aguas mornas e profundas,

Eu fico pensando e imaginando,
"Quais serão os segredos que estão lá no fundo?"

Te vejo ali parado com teu olhar tão distânte, junto a acompanha-lo nesta imensidão vazia, também estava seu coração...

Em busca de um tesouro escondido que a muito tempo enterrado o envolveu nesta magia...

O mapa deste bendito tesouro,
entre muitas lágrimas foi escrito,
Usando tintas de sangue de um amor
Impossivel!

FIM
Thay B.(Tarlene Brito)
 
19/10/2010 08:33:45 :: LUÍS ANTÔNIO MATIAS SOARES
Amigos e companheiros literários,

É com muito orgulho e satisfação que anuncio a publicação em breve do livro de “casos” e contos da Justiça do Trabalho.

O título é:

NEM TE CONTO:
Novos Casos da Justiça do Trabalho

Depois de passar um ano reunindo e redigindo novas histórias ocorridas nos corredores e salas de audiência da Justiça do Trabalho do Estado de Minas Gerais - bem como pelo “mundo afora” - venho divulgar a obra.

O livro terá em torno de 285 páginas distribuídas em três partes:

1 – Na primeira encontrarão 39 casos e contos jurídicos coletados entre os colegas e amigos do Tribunal;

2 – Na segunda apresento um Diário Poético produzido durante os meses de maio, junho e julho de 2010;

3 - E na última parte reuni alguns dos meus primeiros contos publicados.

Entre os casos jurídicos, destacam-se aqueles ocorridos em muitas das Varas do Trabalho da Capital (na 27ª., 3ª., 5ª. e 20ª. Varas, por exemplo) e em várias cidades do interior de Minas Gerais, como Santa Luzia e Ouro Preto.

Apresento também três interessantes casos acontecidos na Justiça Comum, mas que possuem uma importância verdadeiramente “incomum” nos sentidos ético e moral.

São eles:

- O Caso das Duas Melancias
- O Caso de Edna S., a Que ia Ser Mãe
- O Caso de Hamilton dos Santos, Brasileiro, Casado, 53 Anos, Pai de Família: Profissão Cidadão.

Os demais casos constantes do livro são os que preenchem o sumário da referida obra e vão citados logo abaixo:

O Caso da Justa... Aliás, da “Justíssima Causa”!
O Caso da Rinha de Galos
O Caso da Cueca Vermelha de Tio Firmino
O Caso da Frutinha do Macieira
O Caso do “Quem, Eu?!”
O Caso da Senhora Edna S., a Que ia Ser Mãe
O Caso das Vassouras
O Caso da Pauta de Audiência Que Sumiu
O Caso do “Esqueceram de Mim... e do Gutenberg!”   
O Caso da Claustrofobia
O Caso da P. Q. P.
O Caso da Prole Grande
O Caso do Senhor Hamilton dos Santos
O Caso das Gafes
O Caso de Sua Meretrícia e de Vossa Majestade
O Caso do Beethoven e do Mozart
O Caso das Duas Melancias
O Caso da Capa
O Caso da Diretora Que Dançava I Will Survive
O Caso dos Discos... Isto é, dos Processos Voadores
O Caso dos Trinta Reais
O Caso do Perito Hermano Henning
O Caso da Testemunha Mentirosa
O Caso da Calça Rasgada
O Caso de... Opa, Mais Uma de Testemunha!
O Caso da Resolução
O Caso do Juiz Lorde
O Caso do Jogo de Xadrez e do Teatro
O Caso do Jegue
O Caso do Grito Assombroso
O Caso do “Falar Tudo Conforme a Sua Consciência”
O Caso da Gravidez do Enéas
O Caso das Atas de Audiência no 100 Anos do Galo
O Caso da Advogada Que Não Queria Entrar na Vara
O Caso da “Vara Errada”
O Caso do “Juiz Brasileiro às Vezes é Tão Bonzinho...!”
O Caso do Papinha
O Caso do GLS
O Caso da Petição na Língua do Pê


Diário Poético-Sentimental de Uma Greve:

Curiosidades, Emoções e Poesia na Greve do Judiciário Trabalhista

Primeiras Histórias

Branca
Dias de Chuva
A História das Três Irmãs

PARA QUEM SE INTERESSAR EM ADQUIRIR O REFERIDO LIVRO, INFORMO QUE O PREÇO DA OBRA    É   

R$13,00 (TREZE REAIS) + DESPESAS DO CORREIO.

Obs.: o livro estará pronto para remessa em meados de novembro.

E-MAIL PARA PEDIDOS:

LUISFAFICH@HOTMAIL.COM

Atenciosamente,


                  Luís Antônio Matias Soares
 
18/10/2010 14:48:56 :: ÉRWELLEY C. DE ANDRADE


É um grande privilégio compartilhar com meus amigos e leitores que o canto do escritor está sendo um lindo e maravilhoso meio de envolvimento literário entre escritores e leitores apreciadores da nossa boa literatura.
Este mês tenho a alegria de dizer que o meu texto "Pai" é um dos poemas mais lidos, enfim uma eterna satisfação que não tem preço.
Sou feliz escrevendo, porque escrevo com a alma, exprimo com o coração e me emociono a cada vez que alguém lê, se emociona e se apaixona por poesia.
Poesia é música para o espírito, é massagem para o cérebro e amor para a vida toda!!!!
Minhas felicitações a todos que amam e tem paixão pela poesia....


Sintam-se abraçados com meu afago e carinho.
 
15/10/2010 20:20:05 :: LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA


SER PROFESSOR

Ser professor é ser um lavrador
Que comporta a missão alvissareira
De cultivar a mente como flor
E prepará-la para a vida inteira.

É dar ao mundo, com desvelo e amor,
Mais uma alma pura e verdadeira,
Moldada nos algúrios do valor
Pra desejar vencer, ser a primeira!

E que essa alma, no ruflar dos sonhos,
Só busque o bem e os trilhos mais risonhos
De um nobre vicejar do pensamento...

Não olvide, porém, dessa lição,
E renda ao mestre, com dedicação,
O merecido reconhecimento.

Luiz Carlos de Oliveira   
 
15/10/2010 14:34:11 :: Thay


Boas recordações

Por que não recordar das coisas lindas dos passado?
Porque não relembrar    do frio na barriga daquele beijo roubado,
Do amigo aloprado e
das festinhas de sábado?
Das reuniões dançantes    regadas com refrigerantes gelados...
Pizzas e pastéis de salgado,
Mais aquele bolo abatumado...
Sob os olhos dos pais, todos vijiados á dançar...
Aquele disco de viníl arranhado, com o tema da novela tocando naquela velha vitróla...
A famosa dança da vassoura que nos enfiava em grandes saias justas...
No meio da dança semi-pertada
Sempre vinha um encalhado com a vassoura atravessada ou até mesmo algum pai que não estivesse gostando de algum abraço avançado...

Uma flor enviada anônimamente pra alegrar os seu dia...
O tênis cano alto e    um corte pantera...
Uma saia balone e o cabelo trançado...
Um papel de bala que você guardou no meio do livro, porque a bala lhe foi presenteada do garoto mais bonito...

Porque apagar ou não lembrar de momentos tão belos de um passado vivido?

Relembrar o passado
Não é se tornar um múseo,
Mas sim em uma enciclopédia de momentos tão lindos...
Reviver o passado não é viver dele e sim saber que você teve momentos dignos de serem relembrados!

Viva o presente, sonhe com o futuro mas não esqueça de seu passado que lhe fora tão rico!
Fim

Thay B.(Tarlene Brito)
 
13/10/2010 00:55:26 :: Thay


Os loucos , invejosos e mentirosos

Como entender e perdoar os loucos?
Eles mentem o tempo todo, se fingem de vítimas, te agridem com palavras ofensivas, te desafiam para briga, te ameaçam, pensando que vão te por medo e se você cair nesta armadilha e revidar, pronto,ai sim é que eles fazem o maior barraco!
Gente doida e insegura, tentando te humilhar, tentando se passar por coitadinhos.
Mas na verdade eles se acham tão feios e inferiores que usam a agressão como forma de defesa, são o contrário de tudo o que eles admiram e gostariam de ser,no caso você!
Procuram desculpas pra te ofender por que são tão pequenos,que não são capazes nem de assumir o que fazem ou falam, quando você fica frente a frente com um deles, eles colocam a culpa de seus atos em outra pessoa, mesmo você sabendo que foi o própio louco o responsável por tal atitude, que não existe mais ninguém que poderia fazer isso ou aquilo.
Bom ai se tem duas opções, deixa o louco pensar que você acredita nele e mata a curiosidade dele respondendo as perguntas que ele te fára com certeza ou ignora e deixa ele ir pensando que tá te apavorando.
E é bom você saber também, que é bem melhor ser gordo,lindo e seguro de quem te ama, do que feio, infeliz e viver na aba de quem não esta nem ai pra você.
Então cheguei a conclusão, de       que entender vai ser dificil, mas       podemos perdoar, porque são tão covardes, inseguros e mentirosos, que se tornam dignos de pena!
É isso ai, perdoem, pois talvez eles nem saibam que um dia as mascáras caem e é ai que todos vão vêr quem é quem!E terão até aqueles que virão te pedir desculpas por terem acreditado no louco ou louca, tanto faz ,são todos iguais mesmo.

fim
Thay B.(Tarlene Brito)
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.