Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
02/01/2009 21:57:45 :: Godinho@Godinho


                     Por que?

Estou procurando respostas,mas não tem...
Tentando te encontrar,mas você não vem...
O coração pede poesias,mas pra quem?...
A página está vazia,sem ninguém...

Onde estás simpatia?...Que saudade!...
Onde estão suas frases de amizade?...
Será que acabou a magia?...Diz a verdade!...
Vem e me contagia,com sua bondade!...

O silêncio não lhe faz bem,o carinho pede passagem...
Estou esperando alguém,com lindas frases e mensagens...
Proferidas com a alma,escritas com emoção...
Daquelas que transmitem calma e alivia o coração...

Talvez não mereças carinho,por isso foges de mim...
Sei que agora estou sozinho,mas não posso viver assim...
Desviamos o caminho,mas não penses que me escondi...
Estava chorando baixinho,por pensar que te perdi...

Não se faz assim com amigos,não se nega uma amizade...
Eu só quero estar contigo,não suporto essa saudade...
Saudade de um bom dia,boa noite,boa tarde!...
Saudade da alegria,dos sonhos,da realidade...

Venha me fazer sonhar,não gosto de despedidas!...
“Serei seu porto,seu mar...Serás chegada e não partida”...

Amo você!

by:Godinho@Godinho
 
02/01/2009 18:19:58 :: EMERSON SANTOS
Teu beijo é doce como o mel
Tem o sabor delicado da ambrosia
Tua boca me seduz e é tão macia
Num instante me leva ao céu

Teu beijo me faz sonhar
Dá asas à minha ilusão
Reaviva a emoçao
Faz a alma suspirar

Teu beijo me faz enlouquecer
O coração alucinado pulsar   
O meu corpo todo estremecer

O suave pecado no teu beijo vou buscar
E nos teus lábios repletos de prazer
A minha sede de paixão quero sempre saciar...

 
02/01/2009 18:18:15 :: EMERSON SANTOS
"Nunca esquecerei
A primeira vez que teus lábios macios beijei
Quando tua pele de jasmim acariciei
De quando fui às nuvens,ao Paraíso voei..."
 
02/01/2009 11:20:49 :: Godinho@Godinho


                           Falar de você...

Falar de você,é expressar os mais nobres sentimentos...
É amar,é sonhar,é sorrir,é tê-la nos pensamentos...

É sentir a calma da natureza,do paraíso...
Atravéz da alma,da sua beleza,do seu sorriso...

Seus olhos brilhantes,luz de diamante,trazem harmonia...
Dizem a verdade e fazem amizades,com simpatia...

Olhos bonitos,que com seu brilho,transmitem amor...
Transmitem calma enxerga a alma,seu interior...

Não tens maldade,faz caridade,tem sentimentos...
Sua ternura, à alma invade,cura por dentro...

Gosta de todos,ama a vida e a liberdade...
Manda mensagens às pessoas queridas que sente saudade...

Frases bonitas diz o que sente,fala com à alma...
Luz infinita,que ilumina a gente e transmite calma...

Vê na poesia,paz e harmonia,tranqüilidade...
Vê nos amigos a luz que irradia da sua bondade...

Tens simpatia e inspira sonhos a quem à conhece...
Seus recadinhos,frases e scraps,quem lê não esquece...

Assim é você,à quem descrevi e tentei me expressar...
Disse o que senti,não pude impedir o coração de falar...

Poeta que sou,foi você que me inspirou a te descrever...
Digo com certeza “que com sua nobreza,tenho muito à aprender”...

by:Godinho@Godinho
 
02/01/2009 01:32:52 :: MARIA CARVALHOSA


Sisley (Chemin)

Ah este caminho
que já ninguém percorre
a não ser o crepúsculo (1)


Na margem direita, bem junto ao rio, há um velho caminho semi-escondido entre duas alas de arbustos que se curvam até formar um túnel que acompanha, para montante, o curso de águas profundas e calmas.

Se meteres por esse trilho e, durante o percurso, fores sorvendo os cheiros, as cores, os sons que esta vereda te oferece, nem darás pelo muito que andaste e será em êxtase que te vais encontrar no sopé da montanha multicor. Verás muitas oliveiras e choupos e, na encosta, algumas casas (poucas) todas com telhas vermelho-vivo. Da chaminé de uma das casas verás sair espirais de fumo que vão dissolver-se mais acima, entre o cume do monte e as nuvens que o cobrem.

Então saberás que alcançaste a casa da montanha e serás bem recebido, com todos os presentes a que um caminheiro pode aspirar. Lá dentro, sentado à lareira, com o olhar perdido no bailado das labaredas e a tranquilidade de quem poderia esperar a vida toda, um amigo sente que chegaste.



As mãos no lume
... e na parede
a sombra do meu amigo(1)


(1) Matsuo Bashô in "O Gosto Solitário do Orvalho"
Posted by maria carvalhosa
 
01/01/2009 02:41:28 :: MANOEL SERRÃO DA SILVEIRA LACERDA


FAVAS CONTADAS

Olho por olho,
Mão na mão e emudece-te perdido.
Ao passo    que de tão austera difama
Vós tonto no front rende-se ao fog do tabaco vencido.

Da debulha moral,
À honra sob sombras cabe-lhe o combate
E à gesta o mau da execra o abate.

Vós de tão devoto divino
Se contradita profano pudico,
E assim quão equídeo infame prenuncia a lama.

Que vos quereis que sejais o homem?
Favas contadas?
Atirai-vos então contra a sorte?
E jazes no purgatório de hades!



 
01/01/2009 01:55:38 :: Godinho@Godinho


                                                                     SOU ALGUÉM...

Tentando te encontrar,mas você não vem...
Destino incerto,coração aberto,sem ninguém...

Palavras ao vento,meus sentimentos,é assim que exponho...
Vivo de esperança,e assim como criança,acredito nos sonhos...

Sonhar é preciso,o meu paraíso,foi você quem criou...
Usou charme e beleza,doçura e nobreza,me inspirou,me encantou...

Como uma flor no jardim,de manhã à vejo assim,colorindo o meu dia...
Mas a tarde vai murchar,cansada vai se deitar,torna minha noite vazia...

Leva tudo o que preciso,Eva do meu paraíso,leva o sabor da maçã...
Em busca do seu sorriso,não encontro o que preciso,vou dormir, já é manhã...

Amanhece é outro dia,o sol já faz companhia,a lua cumpriu seu papel...
Nela vi o seu semblante,que refletia no instante,em que à procurava no céu...

Procurei junto as estrela,e não mais consegui vê-la,pois escondestes de mim...
Então acendí uma vela e debruçado na janela,procurei -a em meu jardim...

Fui ao céu te procurar,mergulhei no fundo do mar, já te procurei por tudo...
Busquei na doçura das flores,alguém com perfume e sabores,”beleza e conteúdo...”

Meu coração te emplora,vem visitar me agora,não me esqueças assim...
Venha,mas vê se demora,”pois toda vez que vai embora,leva um pedaço de mim...”

Amo você!

by: Godinho@Godinho
 
31/12/2008 22:38:14 :: ARAUJO FRANCO


POEMA DO PAI NARCISO – NHO ZÉ
Quando o sino repicando, principia anunciando os festejos de natal me vem logo na lembrança os meus tempos de criança na história que eu vou contar.
Pai Narciso era um velhinho que andava já arcadinho se escorando em um bordão, tinha barba comprida e branquinha parecida com um punhado de algodão.
Trazia nos ombros curvados um saco muito surrado que a sua mão não largava, e era naquela sacola que ele guardava as esmolas que o povo sempre lhe dava.
Por ali ninguém sabia quanto tempo já fazia que o velhinho apareceu    naquele rosto enrugado, naquele olhar tão cansado sua história ninguém leu.
Só sei que quando ele passava a minha mãe me chamava e me dizia contente:
O Papai Noel vai passando, seja bonzinho este ano que ele te traz um presente.
E eu que andava até doente, maluco com a idéia quente prá morde um paiacinho engraçado que eu enxerguei na vitrina, numa loja lá da esquina num cordão dependurado.
Quando o natal foi chegando minha mãe foi me chamando os meus irmãozinhos também, me lembro ela disse chorando, meus filhos eu sei que este ano o Papai Noel não vem.
Só agora eu to compreendendo eu era muito pequeno, nove anos ou pouco mais, eu não tinha imaginado que um pai desempregado muito quer mais nada faz.
Fiquei então na janela, esperei passar por ela aquele velho arcadinho, fui correndo na calçada, peguei na sua mão enrugada e lhe disse com carinho:
Papai Noel, eu sou bonzinho, cuido dos meus irmãozinhos e estudo a minha lição, não esqueça o meu endereço, Papai Noel, eu sei que eu mereço, o senhor foi sempre bom.
Não quero pião nem bola, nem tomovinho de mola, nada disso eu vou querer, é só um paiaço de cordinha, daquele lá da lojinha, só isso eu peço proce.
O velho não disse nada, foi andando pela calçada foi embora sem volta, mais eu por mim já sabia que o presente eu recebia quando chegasse o natal.
Por fim o natal chegou, minha mãe muito chorou    quando foi prá nois deita, quando o dia clareou na sandainha furada nem paiacinho nem nada pra consolar a minha dor.
Fiquei então na janela, esperei passar por ela aquele velho marvado, tarveis ele não soubesse que a criança nunca esquece o presente desejado.
Mas olhando na calçada, bem na porta da entrada um vulto fui enxerga, Pai Narciso ali estendido de frio tinha morrido bem na noite de natal.
Atirado assim ao lado tava um saco remendado doutra banda o seu bordão, e o meu paiacinho engraçado, num cordão dependurado tava preso na sua mão.
E daquele dia em diante eu não pensei nenhum instante num presente receber, é que garro a me lembrar que foi na noite de natal que vi Papai Noel morrer.

 
31/12/2008 15:18:29 :: Cláudio Joaquim (Tio Cláudio)
 
31/12/2008 15:07:55 :: Cláudio Joaquim (Tio Cláudio)
Linda mensagem Miriam.
Eu acredito que cada momento é um milagre.
A vida é um milagre.
Somos um grande milagre!

 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.