Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
14/01/2009 21:33:59 :: LUCIANO SPAGNOL


Breve verso de ser teu

Sinto-ti (ainda que não ti toques)
e canto o amor (ainda que não me ouças)
aonde eu for (ainda que não estejas comigo)
cheio de ardor (ainda que pareça um amador)

serei sempre teu ( ainda que não repare)
somente teu. (ainda que a eternidade nos separe)...

Luciano Spagnol
Rio, 14/01/2009.
www.poesiaempauta.fst.br
-site do autor-

copyright © Todos os direitos reservados.
Se copiar citar a autoria – Luciano Spagnol e o site www.poesiaempauta.fst.br
 
14/01/2009 17:23:09 :: MARCOS VASCONCELOS


Vento leva,
Leva a minha vida
Em forma de brisa
Abriga a minha alma
Que anda tão sofrida
Renova meu sentimento
Sopra com calma
Leva-me atá a paz
A paz de que tanto precisa
A mih'alma...

 
14/01/2009 16:31:06 :: Leonardo Ulhoa


Experiência!!!
Leiam "Perdida Infância Passada"sob o som de "Tupelo Honey"(Van Morrison), com calma, se incitem a escutar seus sentimentos. Por favor dividam o que sentiram, escrevam o que viram com os olhos fechados e o coração aberto...
Agradeço a todos desde já, Abraços!!!
 
14/01/2009 14:27:47 :: FER FONTES(Cöllyßry)


O teu esforço...


"Não queiras alcançar o inatingível

Mas…

Esforça-te por o conseguires…"


Cöllyßry

 
14/01/2009 14:26:05 :: FER FONTES(Cöllyßry)


Amor,seta cupido...


Dá o peito sorrindo
Á seta do “Cupido”

Mas desvia-te …
Da seta do “Arqueiro”

A primeira… adoça
A segunda… mata

Fer Fontes(Cöllyßry)
 
14/01/2009 14:24:24 :: FER FONTES(Cöllyßry)


Amizade é fruto doce…
Quando do interior imana pureza
Em corpo transparente…
Reflectindo a sua Alma.

É braço estendido, é mão aberta…

Mas…
Também,
É vinagre…
Quando falsa e sem permuta…

Fer Fontes(Cöllyßry)


 
14/01/2009 11:38:46 :: JHOMARA ALVES
O QUE VALE?
Tudo nesta vida passa.
Seja os momentos bons ou ruins, tudo vai até desaparecer.
O que vale nesta vida é o ato de saber aproveitar o minuto do viver, o sol que ainda brilha a chuva que às vezes cai, os pássaros que com ânimo cantam e aqueles que ao nosso lado estão...
Viver a vida sem ter medo de viver.
Mas, será que sabemos viver?
O que vale nesta vida?
Aproveitar a maré?
Ou pegar a onda?
Ou viver uma vida de apenas contemplar o que se passa na praia?
O que vale mais?
Viver em uma esquina de bar com o cigarro na mão?
Viver em um mundo de ilusões ou em atitude?
O que vale no jogo da vida?
O que sempre valerá: o ato de viver......
Viver sorrindo.....Esquecendo.......Perdoando........Amando.
Não na esquina de um bar muito menos com    cigarro na mão.
Viver seguindo    o verdadeiro caminho........
JESUS,o caminho a verdade e a vida.
 
14/01/2009 10:29:08 :: Godinho@Godinho


O POETA SOLITÁRIO

O amor está longe,
Partiu sem despedida...
Alegria de mim se esconde,
A alma está abatida...

Vida que não tem graça,
Sonho que ficou pra trás...
Tristeza que vem,não passa,
Castiga me,tira a paz...

Esperança que se afastou,
Insiste em não voltar...
Não sei nem onde estou,
Ando sem sair do lugar...

Com os olhos marejados,
Andando sem direção...
Buscando encontrar no nada,
Alívio pro coração...

Lágrimas marcam meu o rosto,
Deixam um caminho incerto...
Coração bate indisposto,
Sozinho,nesse deserto...

A alma sangra,agoniza,
Tentando estancar a ferida...
O soluço se quer ameniza,
A dor de uma partida...

Tal como um pássaro sem rumo,
Que cruza o oceano...
Assim que apareço eu sumo,
Me afasto do desengano...

Tento me encontrar na poesia,
Nos versos de uma canção...
Compondo a alma alivia,
Cantando perco a ilusão...

Assim vive o poeta,
Fugindo da solidão...
A poesia que o completa,
Não cura uma paixão...

Poesia que nasce na alma,
Jorra até o coração...
Faz seu percurso com calma,
Não muda à direção...

“Se os lideres do mundo,
Gostassem de poesia...
Talvez não houvesse mais guerra,
O mundo melhor seria”...

by:Godinho@Godinho
 
14/01/2009 02:26:27 :: MANOEL SERRÃO DA SILVEIRA LACERDA


FOI REAL [UM LINDO CASO DE AMOR VERDADEIRO] [SerrãoManoel]

AVISO E EDITAIS - CLASSIFICADO TRANSCRITO DO JORNAL O ESTADO DO MARANHÃO - PÁGINA 06 - PUBLICADO NO DIA 05 DE SETEMBRO - SEXTA-FEIRA - 2003.

[AVISO. T.3235-0000]
PROCURO "ESCARLET O'HARA", QUALQUER INFORMAÇÃO SOBRE ESTA PESSOA ENTRAR EM CONTATO NA RUA DOS AMORES, N. DA SAUDADE E DA RECORDAÇÃO - RIBEIRÃO. [HUMPHREY BORGAT] - NOTA: TODOS OS NOMES MENCIONADOS SÃO FICTICIOS.

E EIS O POEMA

Amor! Amor!
Amor raro de Humphrey Borgat e O'hara.
Amor de cinema.

Amor! Amor!
Amor d'uno dipétalo,
Amor de prelado sacrossanto Saphyra,
Amor luso Cardeal.

Amor! Amor!
Amor traçado destino ao acaso.
Amor sempiterno [IN] contido vivido
Amor presente diviso.

Amor benfazejo.
Amor! Amor!
Amor terno, suave, afeito,
Amor verdadeiro amado!

Amor! Amor!
Amor maior de dois caminhos num só
Amor no moinho [sem a cerimônia do adeus] na roda gira do mundo
Amor que o tempo e o vento levou.

Amor de verso e canto, amor romântico.
Amor Shakespeareano impresso,
anunciado, em manchete anunciando ao mundo às folhas classificadas do jornal
Que o amor sobrevive eterno a tudo.      

NOTA DE ESCLARECIMENTO: POR SE TRATAR DE UM CASO VERÍDICO, OBJETIVANDO RESGUARDAR AS PESSOAS ENVOLVIDAS, MORMENTE, AS RESPECTIVAS FAMILIAS, É QUE TODOS OS NOMES MENCIONADOS NO BOJO DO TEXTO SÃO FICTICIOS.

O POEMA TEM COMO FOCO O AMOR ENTRE DUAS PESSOAS QUE NÃO OBSTANTE SE AMAREM VERDADEIRAMENTE, POR DESÍGNIOS DO DESTINO NUNCA MAIS VOLTARAM A SE ENCONTRAR. AMBOS SE CONHECERAM AINDA BEM JOVENS, PASSARAM A SE ENAMORAR, TODAVIA, DECORRIDOS ALGUM TEMPO, POR MEXERICOS [TERMO MUITO USADO NA ÉPOCA] ROMPERAM COM A RELAÇÃO. ELA CASOU, VIVEU, TEVE FILHOS E FICOU VIÚVA, SEMPRE NA ESPERANÇA DE ENCONTRÁ-LO E VIVER AO LADO DO SEU VERDADEIRO AMOR. CONTUDO, NO ANO DE 2000 ELA FALECEU, SEM TÊ-LO ENCONTRADO. ELE, POR SUA VEZ À ESPERA DO SEU AMOR, ATÉ HOJE COM MAIS DE 80 ANOS NUNCA CASOU. UM DIA, EU QUE SOU FILHO DELA, SEM NUNCA TER MUITA INTIMIDADE, DIGAMOS, ASSIM, COM O CADERNO DOS CLASSIFICADOS DE JORNAL, SEM SABER O QUE ATÉ HOJE ME LEVARA NESSE EXATO DIA, DIANTE DE UM JORNAL FECHADO SOBRE A MINHA MESA IR DE PRONTO AO CADERNO DOS CLASSIFICADOS, E ASSIM, FOLHEÁ-LO, EIS QUE ENTÃO AO PASSAR A VISTA NA PÁGINA 06 DO CADERNO, OLHEI O NOME DA MINHA MÃE IMPRESSO. INCRÉDULO, VOLTEI A PÁGINA E ENTÃO ME DEPAREI COM O INUSITADO ANÚNCIO ACIMA TRANSCRITO. O ANÚNCIO FOI PUBLICADO APÓS três ANOS DA MORTE DA MINHA MÃE. ATÉ ENTÃO, COMO ELE APÓS O ROMPIMENTO DO NAMORO AINDA NA MOCIDADE NUNCA MAIS VEIO A ENCONTRÁ-LA, A TER NOTÍCIAS DA SUA AMADA, TAMBÉM NÃO SABIA DA SUA MORTE. HOJE, AINDA À ESPERA DO SEU ÚNICO E VERDADEIRO, SOZINHO, CHORA!      



 
13/01/2009 23:14:11 :: MANOEL SERRÃO DA SILVEIRA LACERDA


VERSOS IMORTAIS

Poetas de longe são todos iguais.
De perto são versos imortais.
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.