Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
03/02/2009 14:46:01 :: FER FONTES(Cöllyßry)


Amordaças as palavras
Que poderias proferir
Com a ternura
Do afecto!

Perdem-se no tempo
No tempo que passa
Que jamais
Voltará…

O círculo se fecha
E nele seus encantos
Os Encerras…

Perdes-te no sonho
Acordado, deambulando
Pela Cidade…

Enredas-te no sono
Do sonho sonhado
Acordas, atormentado...

Vã é... a espera

Vai…
Solta as palavras, mostra
O afecto, entra na realização
Do sonho, tão desejado

Que te espera…

Fer Fontes
 
03/02/2009 14:45:31 :: FER FONTES(Cöllyßry)


A história de qual um...Missiva de Mãe...

Meu amado Filho,início por te contar uma história e como todas começa assim:

Era uma vez um homem que sentindo-se cansado da vida e de tudo o que o rodeava, comprou um barco e partiu sozinho por esses oceanos imensos.
Pensava ele que essa viagem solitária, o faria encontrar-se consigo próprio, descansar de tudo e teria assim oportunidade de pôr os seus pensamentos em dia…
As horas e dias foram passando…
A luta que travava diariamente com o Oceano não lhe permitia descanso, pois estava sozinho e sem ninguém para o ajudar, passando muitas noites em claro e em sobressalto…
Pôr pensamentos em dia era um objectivo cada vez mais inacessível, e a cada hora que passava eles iam-se avolumando ao ponto de sentir a cabeça a estoirar…
Começou a ser inundado de pesadelos fosse de dia ou de noite, visões tenebrosas assaltavam-no, ao ponto de já ver figuras horrendas emergindo das águas…
De um momento para o outro fez-se escuro na sua mente e nada mais sentiu ou viu…
Encontraram o seu barco à deriva passados meses…
Desnutrido… anémico…Louco…

Meu Filho…
Por isso não queiras ser um velejador solitário da tua vida…, Ela pode ser tão rica e produtiva.
Ainda que pouco… fala…desabafa…aproxima-te…
Há outros que também precisam de nós, o mais não seja para descansar a cabeça no nosso ombro.
Ainda há muitas tarefas a realizar na tua vida, e de quem te circunda… e se não colaborares em criar ambiente propicio jamais se realizaram e é sobre os teus ombros que cairá essa responsabilidade.
A maneira de ser de cada um é sempre diferente, mas será um desafio interessante a luta pela adaptação.
Não deixes o tempo fugir das tuas mãos, ele é por demais precioso para nos, dar-mos ao luxo de o desperdiçar…

Que a bênção Divina te envolva e ilumine teu caminho

Na ausência de minha voz …
Beijo-te docemente com extremoso afago, eternamente
Da Mãe que muito te ama

(M)

Fer Fontes
 
03/02/2009 06:46:28 :: SHIMADA COELHO
Verbos e Atos

Se palavras são somente palavras,
Como podem os verbos ser atos?
Com palavras os livros lavras,
E num campo, cultivam-se ratos!

Se verbos são ações,
É por isso que tanto falam?
Fala-se tanto às multidões,
Que conformadas se calam!

As mãos são matracas faladeiras?
Pois delas é que vem os atos...
A boca pronuncia palavras verdadeiras,
Mas são as mãos que concretizam os fatos!

Falar: Eis que muito se fala...
A comprovação está no mover das mãos...
Seja no ato da boca que se cala,
Seja nas mãos que se movem em contradição!

O que se é define-se no verbo: com a boca!
O que se é comprova-se no viver: Em se mover!
Os atos comprovam a atitude pouca,
As palavras: discurso de quem quer 'Ser'?

A boca confessa o que preenche o coração,
Mas não condizem os verbos com as atitudes...
Contradiz seus verbos com as mãos,
Havendo maldade ou havendo virtude!


"Muito faz quem pouco fala!"

São Paulo, 02 de Fevereiro de 2009.
by Shimada Coelho - Direitos Reservados
Copyright & Licença Creative Commons
 
02/02/2009 03:06:49 :: RAFAEL MATOS


Injustiça

O que vejo é absurdo,
presos nas milhares de cadeias brasileiras, tomando sol e jogando,
todos no maior paraíso,
como se a vida fosse só isso.
Enquanto desfrutam,
o povo trabalha para sobreviver,
sobreviver em meio a insegurança e violência.

Presos se alimentando extremamente bem, sem nada fazer para conseguir tal privilégio,
ainda reclamam, jogando comida no lixo,
monstros, que tomam uma atitude desta
sem se importar com os cidadãos que passam fome.

Está tudo errado, totalmente errado,
direitos humanos para quem não merece?
Quando será que o nosso país vai tratar seus filhos como exigem e merecem?
 
02/02/2009 01:11:36 :: FER FONTES(Cöllyßry)


"Não há sede que não sacies…

Não há, desejo que não colmates…

Não há, forma que não abraces…"




©õllyß®y
 
01/02/2009 23:28:11 :: MANOEL SERRÃO DA SILVEIRA LACERDA


UM LADO E A OUTRA FACE

Um lado
Uma face.

É-lhe semelhante
sem mesura alegria.

O outro
lado
a outra
face,
o da desemelhante
a "mania".

Tab
carbonato de lítio
clozapina
por acaso
não faz sofrer?

Com o tempo
cuidar
zelar conviver...
só o amor suporta tudo!
 
01/02/2009 10:11:52 :: Godinho@Godinho


QUEM SOU EU?

Sou ninguém...Sou nada...Sou alguém...
Depende do ângulo que tu me enquadras,ou do ponto de vista dos que me vêem...

Posso ser uma pedra bruta,garimpada numa gruta aparentemente sem valor...
Ou ser o brilho faceiro, no olhar do garimpeiro,que a encontrou e guardou...

Posso ser o lírio do campo, abandonado num canto,em meio ao charco,no lodo...
Mas que sempre és cortejado, por um beija-flor deslumbrado e pela natureza como um todo...

Posso ser sua retina,que vê imagens que vê sombras,ou que as vezes não quer ver...
Mas posso ser o cristalino, dos olhos de um menino,que contempla o entardecer...

Se ainda não me entende,ser o que sou de ti depende,siga a sua intuição...
Depende de alguém...Depende de ninguém...Ou do seu coração...

Sou intelecto,sou tolo,rimador,poeta bobo,faço frases e canções...
Faço críticas construtivas,homenagens insisívas,poemas e reflexões...

Mas contudo me contento,ser ou não ser as vezes tento,é difícil essa missão...
Tento as vezes ser poeta,compor rimas e seresta,pra alegrar o coração...

Mas se isso não a completa,ou me aceita ou me deleta,faça o que lhe der vontade...
Vou insistir com jeitinho e representar com carinho,a palavra AMIZADE.

By: Godinho@Godinho
 
01/02/2009 01:47:32 :: EDIZIO MENDONÇA
 
01/02/2009 00:50:53 :: MANOEL SERRÃO DA SILVEIRA LACERDA


HAI-KAI [JACA DURA ] [SerrãoManoel]

Hai! Dama gamada.
Jaca dura jacama?
Kai! Come calada!
 
31/01/2009 18:45:03 :: Geraldo Altoé



MOMENTOS TRISTES

      Nesse dia chuvoso e melancólico eu vim aqui, tranquei-me no quarto,e tento escrever. Estou mergulhado num sentimento de dor e de tristeza. Estousó, lembrando de mim, de momentos doces, de uma vida doce, das palavras puras. Estou só, uma dor adentra o meu peito, pesa-me o coração. Os prantos vêm-me aos olhos, uns atrás dos outros, se empurram e caem. O computador espera paciente as minhas palavras, parece que não há palavras. Estou vagando ainda, ainda pensando. Pensando no passado...Lembrando-me de momentos felizes... Depois torno ao presente, não há nada aqui. Tudo se perdeu. Há apenas tristezas, melancolia, o prantos... Escrevo. As palavras fluem amargas. Depois tudo é imóvel e silencioso. Estou voltando ao passado, buscando lembranças. Há felicidades, havia felicidade. O dia corre lá fora. O tempo corre. A vida corre... Penso no amor, o amor já não existe. Só em mim há amor. Penso em meus filhos. Que há de ser de meus filhos? Penso em minha casa, em meu lar. Tudo se desmancha. O poeta quer partir, deixar tudo, e sofre. Mas não é hora ainda, amanhã deve ir, amanhã... Vai levando só a alma. o tesouro fica,ficam os risos, os amores ficam. Vai a face amarga, o olhar amargo, e triste,e só. Vai rasgando a estrada, mas não quer partir, e parte, e olha atrás ainda, e leva o seu calvário, vai leve, leve, tudo fica atrás, só a dor lhe pesa, a angústia lhe pesa, o sofrimento, o pranto... Porém há que ser assim.E vai, e vai, e fita o mundo insípido, e vai. Abandonado. Agora abandona também, não é mais amado, e caminha. Há que se chegar distante, sentar-se ao caminho, e ainda lembrar, e chorar ainda, e procurar um amor para esquecer o amor.
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.