Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
06/02/2009 18:45:24 :: Godinho@Godinho
O POETA SOLITÁRIO

O amor está longe,
Partiu sem despedida...
Alegria de mim se esconde,
A alma está abatida...

Vida que não tem graça,
Sonho que ficou pra trás...
Tristeza que vem,não passa,
Castiga me,tira a paz...

Esperança que se afastou,
Insiste em não voltar...
Não sei nem onde estou,
Ando sem sair do lugar...

Com os olhos marejados,
Andando sem direção...
Buscando encontrar no nada,
Alívio pro coração...

Lágrimas marcam meu o rosto,
Deixam um caminho incerto...
Coração bate indisposto,
Sozinho,nesse deserto...

A alma sangra,agoniza,
Tentando estancar a ferida...
O soluço se quer ameniza,
A dor de uma partida...

Tal como um pássaro sem rumo,
Que cruza o oceano...
Assim que apareço eu sumo,
Me afasto do desengano...

Tento me encontrar na poesia,
Nos versos de uma canção...
Compondo a alma alivia,
Cantando perco a ilusão...

Assim vive o poeta,
Fugindo da solidão...
A poesia que o completa,
Não cura uma paixão...

Poesia que nasce na alma,
Jorra até o coração...
Faz seu percurso com calma,
Não muda à direção...

“Se os lideres do mundo,
Gostassem de poesia...
Talvez não houvesse mais guerra,
O mundo melhor seria”...

by:Godinho@Godinho
 
06/02/2009 18:29:26 :: FER FONTES(Cöllyßry)


A palavra...

A palavra que magoa
Perpetua-se...
A palavra que incentiva
Adoça...
A palavra vazia
Incomoda...

Não enfasties a vida com palavras ocas
Elas acabam por vulgarizar
A tua existência.


|)’’()
| Ö,)
|),”
|

Fer Fontes
 
06/02/2009 17:12:13 :: JOANA RODRIGUES


CHEIA DE FASES

Cheia de fases,
Não como a lua que é perfeita;
Sou mais imperfeita que perfeccionista;
De bem com a vida,
Mas não a ponto de ignorar os seus desafios;
Questiono-me sempre,
Sobre a missão a que fui designada...
Não sei nada,
E sei de tudo um pouco...
Desejo conhecer e saborear de tudo,
Mas isso não quer dizer que sou insatisfeita;
Amo e sou amada,
Sem curiosidade,
Sem duvidar,
Apenas me deixo levar como folha ao vento,
Aplainando na brisa,
Ou enfrentando furacões...
Se sou feliz ainda não sei,
Prefiro fazer feliz,
Assim absorvo a essência in natura do sentir sincero;
Não sou culta,
Talvez um pouco inculta,
Mas não vulgar;
Gosto de apreciar,
Admirar,
Experimentar,
Mas os conceitos, guardo-os só para mim;
Olho para o mundo e para a vida todos os dias,
Como quem acaba de receber um raro presente;
E vejo tudo como a um grande e lindo espetáculo
Que está prestes a terminar e não terá reprise...

BY JOANA RODRIGUES
 
06/02/2009 10:27:04 :: Godinho@Godinho


PAIXÃO QUE VEIO PRA FICAR

Olhos se fitam,
Mas exitam,
Vozes não saem...
Silêncio que fica,
Coração que palpita,
Corpos se atraem...

O rosto aquece,
O desejo aparece...
Lábios se tocam,
Mãos se provocam,
O amor acontece...

O dia amanhece,
A paixão floresce...
Sonhos se realizam,
Vidas se eternizam,
A alma não esquece...

Do perfume que fica,
Vozes que emudecem...
Dos olhos que brilham,
Beijos que entorpecem...

Do rosto colado,
Ainda corado,
Do ato de amar...
Das mão sobrepostas,
Buscando respostas,
No jeito de olhar...

O sol deslumbrado,
Com os apaixonados,
Diz que vai esquentar...
É tanta emoção,
Que nem mesmo a razão,
Consegue explicar...

Em meio ao silêncio,
Uma voz ao vento,
Vem os avisar...
“Eu sou a paixão,
Digam ao coração,
Que eu vim
Pra ficar”...

by:Godinho@Godinho
 
06/02/2009 00:24:37 :: MANOEL SERRÃO DA SILVEIRA LACERDA


IEMANJÁ RAINHA DO MAR [SerrãoManoel]

Ó Rainha Iemanjá mãe de todas as águas, mãe de todos os orixás.

Ó Deusa da compaixão, mãe de todos os pecadores e da misericórdia       nobre do perdão.

Ó Senhora da fecundidade, mãe da fertilidade e da procria.

Ó Sacerdotisa da paixão e do amor.

Ó tu doce Rainha Iemanjá que no vai e vem no doce do balanço das ondas reinas absoluta e gloriosa,
escutai os teus filhos que em prece ora se valem e te rogam
pelo alívio do fardo da lida e da dor.

Alivia-nos das agruras da vida, levai consigo todos os nossos problemas para o fundo do mar, todas as guerras, todos os desamores, todos os desencontros, todas as feridas, todas as faltas, ódios e rancores.

Levai para as entranhas do mar todas as vinganças       e       doenças.

Levai para as profundezas todos os infortúnios que sobre esta terra de sol e mar habitam.

Salve, salve!

Salve Iemanjá, a Rainha do mar!
 
05/02/2009 19:55:04 :: JOANA RODRIGUES


O DOM DE AMAR

Eis que se materializa o sonho,
Nasce o rebento...
Ser iluminado, inanimado...
Crivado de luzes e amor...
Deita-se em águas cristalinas minha face,
Mergulha em fatais danças a minh’alma...
Vem menino meigo,
O meu olhar entorpecer...
Vem meu coração mimosear...
Brinda comigo, gostosa presunção;
Inunda minha vida,
Que já tenho O DOM DE AMAR.

BY JOANA RODRIGUES
 
05/02/2009 18:38:21 :: FER FONTES(Cöllyßry)


Amanhã…

que viaja incerto,
com nuvens cinzentas no ar.
Num sussurrar que o vento leva
o lamento,
de quem gostaria sem tormentos de lá chegar…
Amanhã…

Que de luto se veste
de guerras sangrentas
absurdas,
que ferem
que dilaceram
que matam,
Amanhã…

Ébrio de incertezas
que não chega
e quando chega…
Queríamos que não chegasse…

Fer Fontes
 
05/02/2009 10:21:23 :: Godinho@Godinho

DEGRADAÇÃO DA ESPÉCIE

O mar engole aos milhares
Aviões explodem nos ares
Mosquitos são malditos
Levam doenças aos lares

Pedras que viram água
Águas que viram pedra
Homem perdendo o valor
Sangue virando moeda

Ventos,sol,tempestades
Vem e arrasam cidades
Crianças nascem sem tempo
Velhos encurtam a idade

Toda a água do planeta
Já está comprometida
O ódio excita a violência
Falência múltipla da vida

Vidas que pedem comida
Respiram se contaminando
Assistem a despedida
O sopro da vida acabando

A lua rejeita a visita
O sol queima e envelhece
O mar a ressaca vomita
Terremotos a terra extremesse

O vento trás o tormento
O ar corroe,apodrece
A terra berço das sementes
Sepulta suas espécies

O homem maior culpado
Insiste acabar com a terra
A ira inspirou a violência
A ganância gerou a guerra

Tudo isso é um alerta
Para a degradação da espécie
Tudo foi Deus quem criou
Pena que o homem esquece

Mas ainda não é o fim
Deus renova o que consomem
A criança que nasce é a prova
“Que ainda há esperanças no homem”

by:Godinho@Godinho

 
04/02/2009 14:46:35 :: ALEXANDRE BRUSSOLO


Retrato

Olho um álbum de fotos
e vejo seu sorriso cativante
e num êxtase fico relembrando
como eramos felizes, minha garota
tinhamos tudo para sermos um par
mas o destino assim não quis
e num passe de mágica você se foi
e o que ficou foram só recordações
sem movimentos sem carícias
algo parado num tempo que não volta mais
mesmo que eu quisesse está além de mim
e agora estou aqui afogado
em minhas lágrimas imaginando
um futuro sem você, e esta saudade
que sufoca mais do que uma perda definitiva
agora folheia recordações de nossas vidas
que agora parecem divididas por uma separação
que infelizmente o tempo necessitou
quem sabe um dia não estarei a acariciar este álbum
de figuras paradas e sem vida para um dia
quem sabe sentir você mais uma vez.


Alexandre Brussolo (31/01/2009)


TEXTO: 172
 
03/02/2009 21:06:37 :: AMARILIS PAZINI AIRES
CARNAVAL, AMOR E TRADIÇÃO

Carnaval, folguedos e grande folia,
Pelas ruas se vão espalhando,
Confete, serpentina e fantasia
E a alma vestindo alegria.

Escolas desfilando em harmonia,
Na avenida dividindo as alegorias,
Mestre-sala e porta-bandeira, deslizando
Apresentam a sua escola, reverenciando.

O samba no pé da mulata, que tentação!
Remexendo o corpo, contagia com empolgação
E com os olhos estáticos, em sinal de aprovação,
cai no samba , o fanático folião.

Trios elétricos arrastando a multidão,
Que extasiados, cantam e dançam com emoção,
Carnaval, festa popular de tradição,
Na raiz brasileira, invade a alma e o coração

AMARILIS PAZINI AIRES
02/02/09
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.