Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
07/07/2009 13:24:42 :: RAFAEL MATOS


# Realidade exposta III
(poesia - social)

Milhares de favelas espalhadas pelo Brasil.
Milhares de pessoas sem a mínima dignidade.
A segurança já não existe há muito tempo,
Pois o poder do Estado desapareceu.
Ele só funciona com quem é inocente, através da coação.

Milhares de crianças e adolescentes entregues ao mundo do crime e das drogas.
O Estado, olha tudo que acontece a distância, de braços cruzados,
sem poder fazer nada, mais até sem querer fazer algo,
por falta de vontade ou por conveniência em alguns casos.

Enquanto isso, os bandidos continuam expandindo seu território continuamente...
por todos os lugares que se possa imaginar,
pois encontram espaço aberto para isso.
 
07/07/2009 09:37:31 :: DÉBORA ENES.


O amor é um sentimento divino
as vezes é raro vêr o amor fluindo
sentimento puro e lindo que mexe
com a alma o amor também acalma.

O amor pode ser perfeito
não existem jeito ou maneira
certa de ser amar basta ter
o coração e se deixar levar.

O amor não é meio de transporte
mais é capaz de transportar a mente
fazendo o coração bater sempre rápido
o amor é mesmo fantástico.

O amor é um sentimento especial
pois o amor é como o ar não o vemos
mas sempre vamos    senti-lo o amor é
a força para seguirmos adiante a caminho
da nossa felicidade.

Bý:Débora Enes.
 
07/07/2009 05:48:00 :: Compositora Nae


EU VI UM SONHO DE AMOR

Eu vi as rosas murcharem
Quando o sofrimento interrompeu
A fantasia dos sonhos
A alegria de viver.

Eu vi a alegria gritar
A ânsia louca de viver
Emocionada com a ilusão
Quebrou os sonhos fez sofrer.

Eu vi os sonhos sairem correndo
Depois de uma tempestade
Os murmúrios transparecendo
A cruel dor da saudade.

Eu vi nos teus olhos
Uma lágrima rolar
Com tanta desesperança
Seus cabelos afagar.

Eu vi um sonho de amor
Desprendendo indo embora
Nem dando atenção
Para uma alma que chora.
 
06/07/2009 17:48:23 :: DÉBORA ENES.


Na viagem dos meus pensamentos
encontrei você amor e razão do meu viver
viajei no lindo brilho dos seus olhos
admirei sua boca sem disfarçar minha ancia
de te provar.

Passei a minha mão sobre seu rosto
eu tinha que sentir a sua pele mácia
naquele momento a minha alma sorria
seu amor é a coisa que eu mais queria.

Olhando a natureza nos cercando
ouvindo o canto dos pássaros
sentindo o ar mais puro e vendo
as cachoeiras limpidas caindo ...

Eu realmente viajei nos meus pensamentos
e lembrei de todos os momentos em que te
amei,mesmo que seja só por pensamento
nunca deixarei de te amar em nenhum
momento.

Bý:Débora Enes.
 
04/07/2009 23:11:49 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Autor(a) Goretti Albuquerque.


Retrato as Mágoas... Vivo as paixões!!!

Não me interpretes...
É complicado;
Nem te compete,
Fique calado.
Qual solitária
Falo queixumes
Maneira hilária
Fora os “costumes!”
Sou debochada
Riso em desdém
Vou de flechada
Acerto alguém.
Saio de cena
Faço um poema,
Sem conteúdo
Nele o “Diz Tudo!”
Retrato mágoas
Vivo paixões
Ao som das águas
Crio canções.
Sou desvairada
Mais pé no chão
Apaixonada
Fora a “Razão!”
 
03/07/2009 16:49:28 :: KATIA DE ALBUQUERQUE LOPES
O ADORMECER DE MINHA TIA/MADRINHA


O DIA ADORMECENDO
EU, AQUI, TRABALHANDO
PENSAMENTO LONGE
A MORTE SE APROXIMANDO

MINHA TIA AGONIZANDO
A VIDA NUM FIO
UMA VIDA IRRADIANTE
TUDO ERA FESTA

TIA LINDA,
TIA AMADA
TIA PINTORA
TIA FLORISTA

TIA, QUE TINHA MEDO
QUANDO O SOL ADORMECIA
SUA ALMA,NÃO PERCEBIA
AS ESTRELAS ALUMIANDO TUA NOITE

TIA, DORMIAS
PEGUEI TUAS MÃOS LINDAS
AINDA RESPIRAVAS
ATÉ QUANDO A TUA DEPURAÇÃO
VAI TE FAZER SOFRER?

TIA, ATÉ QUANDO IREMOS TE VER?

MEUS OLHOS ESTÃO ARDENDO
ESTÃO EM CHAMAS
SÃO LABAREDAS DE DOR
SÃO LABAREDAS DE SAUDADE

MINHA TIA AMADA,
SE NÃO POETIZO ESSE MOMENTO
ME DEPRIMO PROFUNDAMENTE
E PERMANEÇO NUMA APATIA ANGUSTIANTE

POXA, HOJE É SEXTA-FEIRA
QUANTAS SEXTAS CONTIGO E TUA FAMÍLIA
TRABALHO, VIDA, ANOITECER
MEU PENSAMENTO    LONGE

SAIREI DAQUI E IREI AÍ
PRECISO TE REVER
E A VIDA ESPIRITUAL SE APROXIMANDO
O MATERIAL SE DESMATERIALIZANDO

DEUS, SINTO UMA DOR NO ESTÔMAGO
MAS CONFIO EM TI!!!
 
03/07/2009 16:04:23 :: KATIA DE ALBUQUERQUE LOPES
 
03/07/2009 14:12:35 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Autor(a) Goretti Albuquerque.


Era uma vez...

Um homem viajante
Buscando em um caminho
Um traço de carinho
Sequer em um semblante.

Seguia o solitário
Sonhando o impossível
Seu mundo era contrário
De choro permissível.

Desafiando o tédio
Posou e foi além,
Fabricou seu remédio
Sorriu, sentiu-se bem!

Notou que sua procura
Estava em cada ser;
Que em cada criatura
Consiste “um se ater.”

Carinho e amor notados
No brilho de um olhar,
De alguns predestinados
Que sabem o que é amar!

Amar sem exigências
Doando o próprio ser,
Sem medir conseqüências
No riso e no sofrer.

Parou sua viagem;
Era imaginação
Se a vida é só passagem
Quero a compreensão.

Tal homem viajante
Deixou de ser pensante
Tornou-se navegante
Em “Mares nunca dantes!”




 
03/07/2009 12:45:53 :: MIGUEL ALMEIDA


  
PEQUENA HISTÓRIA

Um dia acordei com uma vontade imensa de mudar o Mundo. Era um apetite formidável. O que fazer? Bem... voltei a dormir. No outro dia, as misérias humanas - conscientes ou não - me atormentavam a Alma, contorciam-me o Espírito. Protestei em alto e bom som (é som, porque não houve educação de minha parte). Porém, as paredes de meu quarto continuaram mudas em resposta. Engoli a ofensa, a vegonha, a frustração e todos os sinônimos que correspondem a derrota, acompanhados de um copo de leite ralo e uma aspirina e... voltei a dormir. O estranho em tudo isso é que não me lembro de ter dormido, me alimentado, tomado banho ou       que absurdo, se pratiquei sexo... solitário. Enfim, terceiro dia: agonia, choro, riso, raiva, negação, aceitação, depressão e resignação, eu não era um Herói para modificar o Mundo alheio, cheio de imperfeições. Eu sou apenas mais um filho da puta fodido e covarde. Sou só um bandido a mais em um roteiro vazio. Assim, acabei com os desejos de corrigir o Mundo: vendi minha Televisão, o único elo com o Mundo       dos injustiçados, instrumento de estabilização para todos os vermes humanos. Que alívio, acabei com minha consciência moral e ética.

 
02/07/2009 22:35:39 :: ANDREILSON DA SILVA OLIVEIRA
Ela    conseguiu

Mãe de    cinco filhos
Por    querer do destino
Ela perdeu um
Hoje    fica na lembrança de alguns
Numa musica    a passar
Ela se inspirou e    soube    tocar
Tocando a vida pra    frente
Sem medo de errar
Sabe o que faz e o que sente
Deu educação aos    filhos
Sabia que estava fazendo o    certo
Não    olhou pensou no deserto
Para achar uma solução
Sem olhar para trás
Quando já não tinha mais
Nenhum obstáculo
Hoje    vence a vida
Numa grande saída
Ao encontro    no futuro
Com sua vida
E    a    união
Mulher    que lutou sozinha
E sabe    que deu educação
Deu exemplo de    vivencia para os    filhos
Numa grande experiência
Há completar 39 anos de sua existência
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.