Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
02/08/2009 13:41:31 :: LUCIENE LIMA PRADO


SONETO DA LEVEZA

Por aqui, uma pena atravessa o vento,
Vento que limpa suavemente a terra;
O pôr-do-sol, que a bela tarde encerra,
Vai contente, no frescor do momento.

A noite sopra os dentes-de-leão,
Sobre as campinas que são sua pintura;
Bela imagem se forma com ternura
Quando frações de flor tocam-te a mão.

Sabe-se que a vida tem gosto bom
Quando dela não se percebe o peso
E aquele que luta dela sai ileso.

Seja leve, com sabor de bombom
O teu coração nessa caminhada,
Que teu trabalho não lhe pese nada.

(Luciene Lima Prado)
 
01/08/2009 22:47:20 :: Godinho@Godinho


LÁGRIMAS

Vertam lágrimas
Ouçam meu coração
Brotem do fundo da alma
Encham esses cristais e
Transborde-os em pranto
Brindam esse meu olhar
Tão tristonho
Desçam carregadas de emoção
E atropelem a minha dor
Salguem minha língua,mas tirem
O amargo de minh'alma
Levem o seu sabor,seja qual for
A outros beijos
Ornamentem meu semblante
Com seus filetes cristalinos
Lancem seu brilho sobre outros olhos
E os contagiem com a minha emoção
Revelem-nos o sentido desse pranto
Tão sentido
Toquem esses lábios e os façam sorrir
Umideçam esse peito tão fértil e o faça
brotar uma esperança
Misturem-se a chuva que molha meu rosto
Mas não misturem as sensações
Misturem-se a luz do sol e mostrem-me o arco-íris
Misturem-se à água da sua fonte e saciem a
Minha sede de amar
Toquem em seu coração de pedra e o
Emocionem,com o barulho de suas cascatas
Misturem-se ao vento e pulverisem a sua alma
Toquem ao caule da flor,que lhe dei e prolonguem
Seus dias
Vão de encontro ao brilho do sol e
Como um espelho,reflitam minh'alma
Inundem as poesias que faço,mas rasurem
Só minhas tristezas
Inundem outro ser e o faça entender
Meu pranto
Inundem o meu ser e façam o amor renascer
Em meu peito

byGodinho@Godinho
 
01/08/2009 21:31:35 :: JUNIOR OMNI


TESTEMUNHO DE UM EX-ROQUEIRO


"Rock 'n' Roll: A Música do Inferno"

www.rocknrolldanger.blogspot.com
 
01/08/2009 14:04:01 :: NILTON


ANSIEDADE


quando olhar para os problemas
e nao saber o que fazer
pare, pense e reflita
DEUS gosta de voce

foque sempre a soluçao
nela voce vai ver
que a saida, para seus problemas
logo irao aparecer

veras, que e maior
do que o problema
e foi capaz de resolver

entao
porque sofrer antecipado
com algo
que acha
que vai acontecer

sabes tu
que tem uma força
que e maior
do que voce

torna simples
os seus problemas
e da mais alegria
em seu viver


                              poema: ANSIEDADE          autor nilton       01/08/2009       13:49 hs
 
01/08/2009 12:20:58 :: FRANCISCO AMADO


Todo pensamento cria uma série de vibrações na substância do corpo mental, correspondentes à natureza do mesmo pensamento, e que se combina em maravilhoso jogo de cores, tal como se dá com gotículas de água desprendidas de uma cascata, e atravessadas pelo raio de sol.
Os pensamentos tem cores e formas em conformidade com seu tipo e gravita em torno de seu gerador. DESENVOLVIMENTO PESSOAL
Se este pensamento é uma aspiração pessoal, tal como se dá com a maioria dos pensamentos, este fica ao redor do seu criador, pronto sempre a reagir benéfica ou malèficamente. Estranhas formas simbólicas representam os sentimentos que as originaram.
1. A usura, a ambição, a avidez, produzem formas retorcidas, como que dispostas a prender o objeto cobiçado.
2. O pensamento, preocupado com a resolução de um problema, produz filamentos espirais.
3. Os sentimentos endereçados a outros, sejam de ódio ou de afeição, originam semelhantes aos projéteis.
4. A cólera, por exemplo, assemelha-se ao zigue-zague do raio, o medo provoca jactos de substância pardacenta, quais salpico de lama.
De posse destas informações eu acredito ser prudente o leitor começar a analisar e vigiar seus pensamentos a fim de não ser vitima de suas próprias criações. Eu particularmente sempre achei atraente estudar sobre as possibilidades da mente e seus poderes.
Neste contexto é fácil compreender o as palavras de Jesus quando afirmou: Aquele que tiver a fé do tamanho de um grão de mostarda dirá a este monte passa daqui para acolá e isto se dará.
Que maior felicidade do que essa, a de sabermos capazes de vencer todos os obstáculos e de resolver todos os problemas? Mas depende unicamente de você pôr ao seu serviço toda a energia mental que possui.
A verdade é que pensar é criar. A realidade dessa criação pode não se exteriorizar, de súbito, no campo dos efeitos passageiro, mas o objeto formado pelo poder mental vive no mundo íntimo, exigindo cuidados particular para o esforço de continuidade ou extinção.
Os maus pensamentos contagiam os fluidos espirituais, como os miasmas deletérios contagiam o ar respirável.
Quer dar um novo rumo para sua vida? Pois comece a dar um novo rumo para seus pensamentos começando por mudar o modo que você encara a vida. O pensamento é fundamentalmente plasmador tendendo a concretizar-se na medida em que for estimulado pela ardência de seus desejos.
O que você deseja? Pois já é seu. Basta que você alimente este desejo e crie as condições para atingir seu objetivo, mas sem desconfiança em seu coração.
http://adriloaz.blogspot.com
 
30/07/2009 23:04:55 :: ZAYMON ZARONDY


EM TUDO QUE VEJO TEM POESIA...!!!!

Em tudo que vejo tem poesia...
No verde, no mar, na maresia;
No ar, na chuva, no piar da cotovia;
No andar das pessoas, nos paralelepípedos, no dia a dia;
No arroubo dos apaixonados, nas paisagem mortas;
Nas frestas das portas, naquela boca torta;
Naquela situação insólita.

Em tudo que vejo tem poesia...
No valsar do vento no firmamento;
No trilhar incessante do relógio;
Na tristeza expressa no velório;
Naquele brilho ofuscante dos olhos ao qual exploro
Ao constatar sem vacilar que todo discurso simplório
Não faz parte do seu repertório mesmo sendo invólucro do pensar
E não preenche nenhum requisito satisfatório nem expiatório
Que explore o reverso dos teus olhos quando te olho por olhar.

Conheça os textos de FRANCISCO CHAGAS DIAS
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=678


 
29/07/2009 08:38:45 :: SUZANNA PETRI MARTINS


MEU GRANDE AMOR

Sinto um vazio crescente
Vou ficando cada vez mais carente
Depois que percebi
Que sem você
Iria sucumbir

A uma tristeza latente
Insistente, inerente
A sua ausência sempre presente

Anestesiada pela dor
De ter perdido meu grande amor
Tento seguir em frente
Mas a tristeza me cala

Separada da realidade
Só sinto saudade
Uma enorme necessidade
De ficar ao lado seu

Divago por um tempo
Sussurro seu nome ao vento
Acabo retornando
Do meu mundo perdido

Onde tudo fazia sentido
Não havia sofrer
E eu só sabia como amar você....





 
28/07/2009 16:53:13 :: ROGESSI DE ARAUJO MENDES
CINZA
Hoje, estou cinza. Neutra, desfalecida.
Estou em um estado... em que me pesa o pensar!...
A minh’alma emudeceu... Meus dentes travaram!
Deito e não quero acordar...
Até as letras, fluem compassadas, negando-se a dar vida ao ofício... Preguiçosamente... reticentes...
Vão fluindo... como se brotassem de uma nascente entupida!
Ah! Ânimo para gritar!...
São tantos os pesares, dores, desamores... horrores!
Insatisfações, pressões!
Fingimentos... adequação imposta!
Uma vez na vida quero gritar:BOSTA!
Sou humana!...
Estou cinza!...
Ainda bem, que não estou preta! – nada contra! Amo o preto e o vermelho –    O meu escrever concerne ao fato, de que o cinza é neutro...
É bom receptor! De cores várias: fortes, amenas, é base! É fundo!...
Implica que: embora cinza... posso voltar a viver!
Aguardo o amanhecer.

Esther"Rogessi".Prosa Poética: Cinza. Categoria: Poética.29/07/09. Copyright
 
27/07/2009 17:02:01 :: GORETTI ALBUQUERQUE



Gangorra do sobe ou... Desce?

Sobe a ladeira neguinho
Segura a onda e não diz besteiras...
Bota a mão na massa e faz com carinho
Alguém na banguela já sobe às ladeiras.

Que engraçado e motivador
Queres subir sem elevador?
Pegas carona com “O Amador!”
Seus simples versos dizem do amor.

Por favor, meu “Nobre e sem nome!”
Deixa-me abraçar-te sentir sua nobreza
Sou eu “Cá de baixo” sem um sobrenome
Meu mundo é o manto da “Mãe Natureza!”

O Criador estava em riso profundo
Quando me formou e me olhou de soslaio
Essa pequena vai se massacrar mais vai fundo
Quem sabe essa doida aplaque a dureza de seu coração.

Olha a onda... Olha a onda.
Desmanche essa cara vem sorrir que o dia está lindo!
Repasse carinho, amor e bondade o “Teu Deus te sonda.”
De nada adianta criticar meus versos... Eu? Estou sorrindo.

Tanto faz no alto ou no rodapé
Não listando os 100 você é alguém
Dentro de um bueiro subindo a maré
Não é um deboche é meu passaporte para o “Mais Além!”





 
25/07/2009 00:29:55 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Duplicidade... É Nada!!!



Fora da rota do tempo
Meus pensamentos vagueiam
Jogo fora o contratempo
Sonhar... Longe do bom senso.

Retrato-me na consistência
Sem modelar-me “certinha”
Primo por ter consciência
Sou um trem fora da linha.

Duplicidade é “um nada,”
Temos facetas além
Se a estrada é bem curvada
Igualdade? Só no “Bem.”

Sou hoje o azul do Céu
Amanhã... O verde do mar;
Sou mutante flor do mel
Jamais em um só lugar.

Beijo o luar do sertão
Amo ao Poeta mutante
Sou carro na contramão
Um riso farto e constante.

Sou gado na invernada
Arrebento-me e choro atoa;
Uma mortal que do nada
Tira um sorriso e “caçoa!”

Goretti Albuquerque.
Um pouco abusada mais... Amo-te!






Publicado no site: O Melhor da Web em 23/07/2009
Código do Texto: 34257
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.