Espaço Literário

O Melhor da Web

 


Sua contribuição é muito importante!
Peço que as poesias tenham a autorização e/ou respeite o crédito do autor.

Se algum texto violar essa regra ou se o autor pedir para retirar, este será deletado de nosso banco de dados.
Qualquer abuso favor entrar em contato e comunicar o fato.
Desde já agradeço!
Cláudio Joaquim


Principal >> Mural INCLUIR TEXTO NO MURAL
15/08/2009 15:30:58 :: LUCIENE LIMA PRADO
POR FAVOR, LEIAM "PERCEPÇÕES POÉTICAS" DA MINHA AUTORIA. ESTÁ IMPERDÍVEL!
 
15/08/2009 12:40:19 :: NILTON


na madrugada passada
acordei pensando em ti
tive uma sensaçao estranha
que nao soube defini

parecia um vazio imenso
e muita saudade sim
entao fiquei pensando
porque acontece assim

viver distante de uma pessoa
eu nao pude resistir
as lagrimas caiam
no meu rosto


e eu,
nao conseguia impedir
que todo aquele sentimento
se manifesta-se dentro de mim

doia como uma faca no peito
como se quize-se abrir
rasgando meus sentimentos
para nao pensar em ti

mas logo cai na real
e pude definir
que tudo isso
era um sonho

e que jamais
iria existir
viver sonhando com tigo
e tudo que eu posso consegui

poema    Saudade de ti          autor Nilton       15/08/2009             12:13 hs

 
14/08/2009 17:08:05 :: PEDRO MAIA E CUNHA


MACEDÔNIA

Macedores louvam certos
Do caminho

   Minto :- Sofredores ma-cedados
   Minto :- Cravados
                                                pés de masseda
                                                                     crença
Minto
               :- Fiéis de engenho erguendo macedônias............
Minto
               :- Irmãos de mãecedina padroeira dos milagres................

Minto:- Usufruam do mercado ma-cedanio (Comprado pego achado em qualquer lugar)                                                                                                                              
                     Tem suor da virgem ( de risada)
                                 Areia santa (do parquinho)
                                 Sangue cristo (Groselha crista de galo)
                                 Garrafa engole-encostos (pet reciclada)
                                
:    -Mentira
Alguém gritava em plena assembléia!!!!!

Mesmo que fosse para se
Alguém gritava em plena assembléia
Mesmo que fosse para se!!!!

Massa e crença
Massa e crença
Feita a MACEDÔNIA!!!!!!!!!!!!!!   

P.M.C                           
                                
 
14/08/2009 06:27:06 :: ROGESSI DE ARAUJO MENDES


A TURMA DO BACULEJO!(Cordel)

Ai! Sujou...
Pobre e mal vestido, maltrapilho sei que sou,
Sigo perdido no mundo, sem afeto, sem família,
Sem terra e sem teto, a procura de guarida...
No mundo sou andarilho suplício sou pro doutor...
Que me olha em desconfiança põe logo a mão no bolso
Temendo ser assaltado, pois, tem algo de valor...

Ai! Sujou...
Vejam só como é que é: quero trabalho não encontro
Pra comer coloco um banco na feira pra negociar...
Porém, no meio dia, grande é a agonia fiscal pra lá e cá...
Minha renda vai inteira pro bolso dos tais    malandros
na cintura um três oitão... Cheio de pose coisa e tá
Trabalho noite e dia pros animais alimentar...

Não tenho nenhuma    instrução, não recebi educação
não leio e nem escrevo, porém burro eu não sou!
Para que eu ser doutor? Medito e logo eu vejo...
Fiscais como não há iguais, fareja osso em meu bolso,
... Educação é de berço, está no rico e no pobre,
na plebe e no nobre... Da missa só conto um terço,
De berro na mão, não escapa nem meu cão, da turma do baculejo!


EstherRogessi. Cordel: A Turma do Baculejo. 13/08/09. Copyright.
 
14/08/2009 02:27:51 :: sdfsdfsdfsdfsd


POESIA NÃO É SÓ SENTIMENTO
POESIS NÃO É APENAS RIMAS
POESIA PODE SER TUDO E AO MESMO TEMPO NADA
POESIS VAI ALÉM DA COMPREENSÃO
COMO DIZIA CLARICE LISPECTOR "VIVER ULTRAPASSA QUALQUER ENTENDIMENTO"
E POESIA RESPIRA SÔFREGA, REBUSCADA,
CONCRETA, LÍRICA, AGRESSIVA, COMO UMA LUFADA DE VENTO,
COMO CATARSE DE ALMAS DOENTES.
POESIA É MERDA E CAVIAR!
 
14/08/2009 00:12:38 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Autor(a) Goretti Albuquerque.
Um sonho, só por hoje...

Eu não questionarei
Da desigualdade eu nada direi.
Semblante de vivos mortos aceitarei
Mãos que nunca se estendem apertarei
O teu sorriso irônico ignorarei,
Porém a “Consciência”, essa eu terei.

Hoje por todo os cantos o amor chegou...
E nos corações de todos ele ancorou
O Senhor da Guerra aos seus jovens amou
Mandou um “Cessar Fogo” e se alegrou
E aquele mundo triste na paz ficou,
Porém a “Consciência” se perguntou.

Não mais se escuta o choro das crianças
O ancião agora canta cheio de esperanças
Família e mesa farta, quanta bonança!
Não mais existem os guetos, só às lembranças
O amor venceu o ódio fim das matanças
Vivemos em meio aos sonhos de uma criança.

Metralhadoras cessaram
Pelas ruas e calçadas do amor falaram.
Pessoas restauradas, cadeias esvaziadas
O brilho das estrelas anunciaram
Reinará Paz na terra! Homens cantaram
Que sonho de poeta! Me despertaram!!!
 
13/08/2009 20:32:31 :: sdfsdfsdfsdfsd


VISITEM MEU FOTOBLOG "OLHOS SOBRE POEMAS".

http://www.fotolog.com.br/alexcleans
 
13/08/2009 11:00:54 :: PEDRO MAIA E CUNHA


1    Porco-ê???
2 Por(cão)usa(r) da porca.
2 Ela gira e todos adoecem.
1 Porco-ê você não me disse???
2 Roincccc ROIIOONNNNCCC!!!
1 Ei!!!!Que que ouve rapaz???
2 E que agora eu to porco também.
1 opa!!So não venha me emporcalhar em!!!
1 Mas não adianta né???
1 Todo homem tem por cria um porco no chiqueiro da cabeça!!!
1 Mas afinal ,quem é a porca????
2 Sei que vem de fora.
1 Ok Ok Ok!!!!
1 Porco por Porco se faz um orco !!!!
2 nada disso!!!!!
2 Só porco-ê é porco vai pro inferno???
2 Então eu peço todos os óbitos,atestados
Autopsias,nomes..................
2 Será mesmo uma gripe ou o porco da condição humana
Só quer um lugar na porcaria de mundo?
2 O porco em porco-ês :-Quero sair!!!!
2 E sai pra ganhar o que é seu de direito!!!
1 É meu porco!Amigo Por Porco é só uma questão do que se pisa
Se come,usa..................
2 Enfim!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
2 Todos porcos ou porco em todos???

P.M.C
 
13/08/2009 10:59:49 :: PEDRO MAIA E CUNHA


Lágrinegra lágrima cantangelhada


Da fervida lágrima da lua
escorregada
nos véus ventos de iemanjá
coou-se
a noite até café
anoi-tecendo pingos
de renda negra
gota a gota
orvalhada
caída
caída
caída
enterrada.......
erguendo em carne
carnegra musculatura
firme
encoberta pelo abismo
pelefunda profunda
minérios feito ossos
costela-{a}ções
estra-lares
cranions de profunda
magnegritude
aos poucos empreitados
quilombos
querendo ver
através de janelas
cristalinos envolvendo
grão íris ouropuro
de membrana
algo prata fosco
lua amassada
olho-luando
ouvidos grutas deitadas
como fetos
PRETOmbados
caracolados
cabelos finos fios finos fios
descendo septo de bifurcas
quase esfumaçando
algo de pronto
nariz
alguém da alma
ria
rio
ria
rio
cordas vocais embarcadas
erodindo desembocando
em boca
descobrindo
falando
em batuques
coros
hinos
paladar apurando
lambendo gemendo
após soprados
de pé filhos
filhas ainda sem nome
ainda nem fome
dor
imperialismos
inglesescolonos
francesescolonos
portuguesescolonos
holandesescolonos
os ombros de pouco peso
apenas dos mitos
não de          TRONCOS
DIAMANTES
SANGUE
CANAVIAIS
PATAS
PREÇOS
RÓTULOS
Ensaiando os passos
JONGO
SAMBA
TANGO





Mãos
caladas
precisas
pela
destreza
Ao invés
de
calos
de
inchada
arado
chicotes
línguas ofídicas
engenhos
abusos
navios
furtos
capitães do mato

das cotas
destes
maniqueísmos
injustos
do
bem de branco
mau negro
de mal negro.................
por sorte castro Alves
relatou tudo tudo tudo
do por vir
para iemanjá
que
um tanto arrependida
pendendo
devendo
ao filhos e filhas
passou-lhes o meio
para o retorno
aos braços e seios
de se ,
mãe..........
após observar algo cantangelhado
das nuvens dos céus
do divino
notou lavrou isto indizível
canto melodia única
para o regresso
cantem filhos
cantem


[havia um entre todos
dos anjosnegrosdeasas
que desceu a terra
perdendo as asas
sendo anjonegrodaterra
ensinando o que se cantangelhava
das nuvens dos céus
CANTANDO CANTANDO
MILTON NASCIMENTO
CANTANDO MILTON
ANJONEGRODATERRA
DE MINASMINASGERAIS




P.M.C

 
12/08/2009 13:28:47 :: GORETTI ALBUQUERQUE


Autor(a) Goretti Albuquerque

Volta Meu Amor!!!

Tentei atenuar
Meu viver sem te amar
Mas, meu tempo parou
Venha ver como estou.

Deixou-me sem teu cheiro felino
Sem teu corpo divino
Vivo em um desatino
Sem teus beijos Menino!

Sem teus beijos Menino
Sou um ser pequenino
Que te implora carinho
Eu sou tal peregrino.

Em meus olhos distantes
Meu amor, por instantes
Choram lágrimas marcantes
Dor e amor são constantes.

Volta meu amor!
Esqueça o passado
Sei que choras calado
Somos “UM” meu Amado!

Meu pensamento é teu meu amor... Volta!
Tens minha adoração e meu coração
Estou desmotivada e perdendo a razão
Volta pra mim volta meu Amor!!!
 

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.