Escreva seu Comentário:
Acrósticos

Autor(a): IRANIDE RODRIGUES DE SOUZA

MANER TU NAO PODE VER MULHER

   MANER TU NAO PODE VER MULHER

   MANER TU NAO PODE VER MULHER
   QUE TU CORRE ATRAZ
   E ESQUECE QUE TU TEM FILHOS E MULHER
   PRA TE ATANTO FAIZ

   QUANDO TU VER RABO DE SAIA MANER
   TU CORRE ATRAZ
   JA FAIZ 10 ANOS MANER

   MAIS QUANDO O DINHEIRO ACABA
   QUE CARA SAFADA
   TU CHEGA DE MANCINHO MANER
   COMO SE TU NAO FEIS NADA

   MAIS EU CANCEI
   AGORA JA NAO SEI QUEM SOU
   MAIS SEI QUE NAO SOU
   AMELHA E NEM MADALENA

   E ACULPA E TUA MANER
   TU VEM DE MANCINHO
   COMO SE TU NAO FEIS NADA
   NEM VEM QUE NAO TEM
  
   AGORA JA TEM JOSE
   NAO QUERO SABER DE BRIGA
   DE HOMEM NO MEU PE

   AGORA JA NAO SEI QUEM SOU
   E A CULPA NAO E DO ZE
   TAMBEM DO OUTRO NAO
   A CULPA E TUA MANER

Iranilde Rodrigues de Souza


   dedico esta a todos os mane da vida


Observaçao:Amelhar nao tinha vaidade etc
e Madalena que chorava e sua mae conssolava etc.

Publicado no site: O Melhor da Web em 16/07/2010
Código do Texto: 60083

Fatal error: Call to undefined function session_is_registered() in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\comentario_poesia.php on line 490